Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

21 de jan de 2009

Carta de Obama às filhas

Eu poderia escrever sobre o discurso de Obama, que foi extremamente comovente para mim, aliás, como são todas as suas manifestações. Ao invés disso escolhi publicar uma carta que o atual presidente dos E.U.A. escreveu para suas duas filhas antes da posse.

Fonte

Querida Malia e Sasha,

Eu sei que vocês duas se divertiram muito nestes últimos dois anos nos roteiros da campanha, nos piqueniques e nas paradas e feiras de Estado, comendo todos os tipos de porcarias que eu e sua mãe provavelmente não deveríamos tê-las deixado comer. Mas eu também sei que nem sempre foi fácil para vocês e para sua mãe, e que por mais alegres que estejam agora com o novo cachorrinho, isto não compensa todo o tempo que estive à parte em suas vidas. Eu sei o quanto estive ausente neste últimos dois anos e hoje eu quero contar a vocês um pouco mais sobre o porquê decidi colocar a nossa família nessa jornada.

Você mora ou vai a Washington para a posse de Obama? Conte como estão os preparativos e suas expectativas

Quando eu era jovem, pensava que a vida girava toda em torno de mim e de como eu abriria meu caminho no mundo, me tornando bem-sucedido e conseguindo as coisas que eu queria. Mas então vocês entraram no meu mundo com toda a curiosidade e as travessuras, e esses sorrisos que nunca falham em encher meu coração e em alegrar meu dia. De repente, os grandes planos que tinha para mim deixaram de parecer importantes. Me dei conta de que minha própria vida não valeria muito a menos que pudesse garantir que vocês possam aproveitar cada oportunidade que tiverem. No fim, meninas, essa é a razão pela qual eu corri para a presidência: por causa do que eu quero para vocês e para cada criança nesta nação.

Eu quero que todas as crianças possam ter acesso a escolas dignas de seu potencial, que as desafiem, as inspirem e as instiguem sobre o mundo ao seu redor. Quero que elas tenham chance de ingressar em uma universidade, mesmo que seus pais não sejam ricos. E eu quero que elas tenham bons empregos: Empregos que pagem bem e que lhes dê benefícios como seguro saúde, empregos que lhes deixe ter tempo para os filhos e para se aposentar com dignidade.

Quero que impulsionemos os limites de descoberta e a forma de ver as novas tecnologias e invenções que melhoram nosso modo de vida e torna nosso planeta mais limpo e seguro. E eu quero que impulsionemos os próprios limites humanos para alcançar além do que divide raças e regiões, gêneros e religiões que nos mantêm vendo o que há de melhor em cada um.

Algumas vezes temos que enviar nossos jovens à guerra e a outras situações perigosas para proteger o nosso país - mas quando fizermos isso, eu quero ter certeza de que será somente por uma boa causa, que nós demos o nosso melhor para liquidar nossas diferenças com os outros de forma pacífica, e que fizemos tudo que foi possível para manter nossos militares e mulheres seguros. E eu quero que todas as crianças entendam que a luta destes bravos americanos não é em vão, que com o grande privilégio de ser um cidadão deste país, vem uma grande responsabilidade.

Essa é a lição que a sua avó tentou me ensinar quando eu tinha a idade de vocês, lendo para mim as linhas de abertura da Declaração de Independência e contando-me sobre os homens e mulheres que marcharam para igualdade porque acreditavam que estas palavras colocadas no papel há dois séculos deveriam ter um significado.

Ela me ajudou a entender que a América é grande não porque é perfeita, mas porque podemos fazer sempre melhor, e que o aprimoramento dessa obra inacabada depende de cada um de nós. É nosso dever transmitir isto aos nossos filhos, nos aproximando de cada nova geração, para que saibam como a América deveria ser.

Espero que vocês trabalhem corrigindo os erros que encontrarem e trabalhem no sentido de dar aos outros a chance que vocês tiveram. Não só porque vocês têm uma obrigação de devolver o que este país tem dado a nossa família. Mas porque vocês têm essa obrigação com vocês mesmas. Porque é somente quando tentamos fazer algo realmente grande que sabemos nosso verdadeiro potencial.

É isso que eu quero para vocês — crescer em um mundo sem barreiras para os seus sonhos e realizações, crescer com compaixão, como mulheres que irão ajudar a construir esse mundo. E eu quero que cada criança tenha as mesmas oportunidades de aprender, sonhar, crescer e prosperar como vocês. É por isso que eu embarquei a nossa família nesta grande aventura.

Estou muito orgulhoso de vocês duas. Eu amo vocês mais do que jamais pude imaginar. E agradeço todos os dias pela paciência, graça e humor de vocês para que nos preparássemos para iniciar nossa nova vida juntos na Casa Branca.

Amor, Papai"

Tradução: Sabrina Silveira

Um comentário:

Eduardo Vela disse...

Vc é realmente muito linda, te amo, mas prefiro a carta de Che aos filhos RSSSSSSSSSS

Aos filhos:

Queridos Hildita, Aleidita, camilo, Célia e Ernesto:

Se alguma vez tiverem que ler esta carta, será porque eu não estarei mais entre voçês. Quase não se
lembraram de mim e os mais pequenos não recordarão nada.O pai de voçês tem sido um homem que
atua, e certamente, leal a suas convicções. Cresçam como bons revolucionários. Estudem bastante para poder dominar as técnicas que permitem dominar a natureza. Sobretudo, sejam sempre capazes de sentir profundamente qualquer injustiça praticada contra qualquer pessoa em qualquer parte do mundo. Essa é a qualidade mais linda de um revolucionário. Até sempre, meus filhos. Espero vê-los, ainda. Um beijão e um abraço do Papai.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...