Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

31 de ago de 2008

Significado para você

Tirei férias do blog ontem.

Para mim o texto A Borboleta e a Pedra que transcrevi aqui na sexta é um dos mais especiais que escrevi.
Queria a sua sincera opinião. Tem algum significado para você?

Beijos de luz,

Aline***

29 de ago de 2008

Coerência

Devemos buscar uma coerência.
Nem sempre tudo que fazemos corresponde ao que somos.
Nem todas as imagens retratam fielmente nossa integridade.
Às vezes é só uma parte de nós que está longe de mostrar o que somos de verdade.
A coerência está em aproximar quem somos de como somos vistos.
Uma única foto diz muito sobre um momento, mas pouco sobre uma vida.

A Borboleta e a Pedra

Uma vez prometi transcrever aqui esse texto.
É uma história. E por sua beleza é também um poema.
Ela aconteceu. É um fato real que se desvenda na leitura e que tem um sentido pessoal para mim, e espero que adquira algum para você também.

A BORBOLETA E A PEDRA

A borboleta um dia encontrou a pedra.
Não tinha sido sempre uma pedra,
Mas de tanto levar pancada
A sua casca endureceu.

A borboleta colorida só voava
Eis que naquele dia viu, lá embaixo, a pedra
Viu que por uma fresta ela brilhava
Enxergou, em meio a superfície dura,
Um pontinho pequeno que ainda luz refletia.

Imaginou que aquela pedra
Talvez tivesse sido borboleta um dia...

A pedra contava histórias
De um mundo que ela (borboleta)
Não conhecia (ou jamais vira)
Pessoas de casca ainda mais dura
Onde a luz não alcançava ou refletia
Onde a dor tinha endurecido até a alma.

Contava sobre um mundo cinza
Que a pedra tentou colorir
Antes de virar pedra.

A borboleta nunca tinha ouvido essas histórias
Muito menos notado que este mundo cinza existia mesmo,
Só sabia enxergar colorido...
Cantava para a pedra canções mágicas,
A pedra sorria levemente,
Mas continuava triste e endurecida
(Não é fácil ser feliz depois da dor)
A pedra já tinha visto muita injustiça
Muitas borboletas endurecendo como pedras brutas
Muitas pedras rolando até o fundo do abismo
Nem imaginava que um dia
Uma borboleta colorida ali voando chegaria
Iluminada na escuridão por sua última fresta de luz
Que sobrara da superfície embrutecida.

Viu que a borboleta era bela
Tinha olhos que brilhavam e pareciam frágeis como as asas,
Porque sempre chorava,
Até sem motivo aparente.
A borboleta era tão delicada e feminina,
Demonstrava tanta fraqueza
Que a pedra demorou a entender
Que aquele singelo sorriso
E também a lágrima cristalina
Eram também sua maior força.

Depois disso, a superfície da pedra foi se desfazendo em cacos
Descolando da pele, enquanto uma asa empoeirada se desdobrava.

A borboleta admirada confirmou o sonho
De que aquela pedra dura tinha sido um dia tão encantada quanto ela,
Só que com asas ainda maiores.

As duas deram-se as mãos e alçaram um vôo longo.
Saíram do abismo,
Encontraram planícies repletas de flores,
Árvores e cachoeiras.
Precisavam da luz do sol e das estrelas
Para voltar ao abismo e trazer as pedras que ficaram.
E fariam isso, inevitavelmente, no dia seguinte...

A história termina aqui mas para mim ela continua dessa forma, com uma espécie de dedicatória:

... E foi assim que eu o conheci
Eu borboleta, você pedra,
Com a imensa vontade de voarmos juntos,
Hoje, sempre e no dia seguinte...
(Em que voltaríamos para levantar vôo com a humanidade ao nosso lado).

Dica que recebi

Recebi uma indicação deste site em um comentário sobre este post : "Nome no Google".
Segundo o André que me escreveu :
"(...) é possível fazer muitos tipos de personalização que o site goglogo não tem."
Estou postando antes mesmo de conferir. Confiando na dica.
Beijos de luz,
Aline***

Companhia Noturna

Hoje não tem treino. Está tarde.
Ontem estava fechando os olhos terminando um post e resolvi ir dormir mais cedo.
Coloquei o pijama, me cobri, deitei a cabeça no travesseiro. Sabe aquela sensação gostosa que vem quando isso acontece? Então ouço um bip no meu nextel. Era ele.
Sempre quero vê-lo, mas como trabalha também à noite, no meio da semana temos que nos desdobrar para conseguir.
Falei:
- Está com fome? Quer sair?
- Até que não ia mal, hein!? - me respondeu.
Era isso que eu temia. Não perderia a oportunidade de estar com ele, nem por alguns minutos de sono.
Troquei de roupa e fomos para um restaurante japonês.
Acabei comendo um temaki e beliscando o combinado dele.
Acho que sou a melhor companhia para ele. Senti isso. Mesmo com sono.
Ele também é para mim.

28 de ago de 2008

Mundo Invisível

Você já saboreou um texto como se fosse uma bala de fruta fresca?
Já aguçou o paladar com as letras do saber?
As palavras "saber" e "sabor" tem a mesma origem. É por isso que o conhecimento tem que ser saboroso. Para ser sabedoria.

Alguns blogs que visito me deixam um rastro de inveja. Sinto muito por acontecer, mas já que falamos de ciúme por que não tocar no ponto: inveja?

O primeiro passo é assumir. Li isso quando era adolescente. Então já começo assumindo essa terrível falha. Dizem que é melhor para corrigir primeiro assumir o erro.

P.S.: Não tenho a mínima idéia de porquê intitulei esse post como "Mundo Invisível", estava cochilando quando termineti de escrevê-lo...

Conversa de mulher

Ontem à noite saí com as amigas.
Amigas da minha cunhada fofa, a Paula Vela.
Fomos comer uma pizza na casa de uma delas, a Vanessa.
Conversamos até tarde em meio a risadas.
Só tinha mulher, imagine a conversa.
Até que não falamos taaanto de homem, viu!

Ciúme de você

Nunca me achei uma pessoa ciumenta.
Meu lema podia ser a liberdade, é assim que meu racional funciona. Não consigo pensar diferente.
Tudo isso até conhecê-lo.
Era fácil não ser ciumenta com um primeiro namorado obssessivo. Ele sentia tanto ciúmes que não sobrava espaço para mim.
Com ele, agora, é tudo diferente.
Ele não me amava, se soubesse não teria me envolvido. Foi um engano. Embarquei sozinha e quando vi já tinha levantado o vôo do sentimento. Sem previsão de pouso.
Um dia vi ao longe tocarem em seu cabelo, meu coração disparou, minha pele esquentou. Nunca tinha sentido aquilo. Era ciúmes!? Que horror, pensei. Descobri que eu sentia ciúmes. Mesmo não tendo significado aquela atitude mexia comigo. Não conseguia controlar minhas emoções...

Controladora
Ciúme é insegurança. É claro que vivo um relacionamento de menor segurança, com mais espaço para o ciúme. Administro bem, não é nada que me faça mal, mas é suficiente para me envergonhar... Não tem razão de ser, de existir, e mesmo assim o ciúme é e existe.

Como prego a liberdade costumo dizer: "Por que você não vai encontrar um amigo hoje?"
Um diáologo que me dava a ilusão de que sou bacana, que o deixo solto para fazer com os amigos o que bem quiser. Só que hoje ele me disse: "Você é controladora!" Não é uma frase doce de ouvir, não para uma aquariana que deseja viver um amor livre e espontâneo. E ele continuou: "Até os meus momentos com amigos você quer controlar, quer que eu saia quando você delimitou..." Então percebi, era isso. A minha sugestão de que saísse sozinho estava vinculada ao meu prazer por ser a pessoa que propôs o que ele faria. Desse jeito deve ser sem graça para ele, o gostoso é a liberdade de escolher, e por esse prisma é uma forma inteligente de evitar que ele saia efetivamente.

O problema é que me decobri ciumenta e controladora. Não queria ser, mas tenho sido... Claro que meu ciúme é raso e a liberdade dele é vasta. Claro que nosso incômodo é pequeno. Mas foi uma surpresa assumir esse meu lado.

Todo dia é dia de se conhecer melhor.

27 de ago de 2008

Treino

A atividade física nas minhas manhãs tem sido uma prática prazerosa. Areja minha mente.
Enquanto corro (modestamente) observo as pessoas.
Uma moça loira e bonita, alta, caminha com os ombros pendendo para um lado, ela fica totalmente torta. Preciso conter meu ímpeto de dizer: "Corrija a sua postura, isso pode fazer mal!"
Outra corre rebolando em um gingado até que bonito, sempre passa por mim. Ainda estou começando no treino, meu ritmo é lento.
Tem gente que corre com os pés desenhando um semi-círculo ao se levantarem para a próxima passada. Sabe como é isso? Parace que a pessoa vai dar um passo para o lado, até que ela volta o pé para o eixo. Nessas horas também tenho que me segurar. Ô mania de corrigir os outros! Uma mulher me ultrapassou correndo dessa forma e consegui ficar quieta.
Enquanto observava nem notei que era observada.
Passou por mim e sorriu com os olhos verdes faiscantes. Afinal, nem só mulheres se exercitam de manhã.

Para constar: 29 minutos, com média 154 batimentos por minuto

26 de ago de 2008

Os Opostos

Mulher tem sempre um pé atrás.
Uma desconfiança a mais.
Ou será que devo falar só por mim?
Ah, não sei, falaram tão mal dos homens...
Falaram e falam.
Existe o mito da traição, da carne fraca...
A carne do homem é mesmo mais fraca? O homem trai mais?
Sim, os tempos são outros, as coisas mudam, infelizmente minha desconfiança fica.
Nunca tenho certeza, aliás acho que isso me persegue ainda mais com a maturidade.
Quando era mais nova eu tinha muito sonho e pouca realidade.
Para mim o homem por quem estivesse apaixonada era perfeito, o que incluía a qualidade "fidelidade". Nem pensava nisso. Só que depois de ver tanto casamento desfeito, tanta gente traída e tanta oportunidade por aí, a minha crença e meu sonho foram caindo, ficando pequenos, até sumirem.
Meu coração endureceu, talvez, ficou mais racional.
Nem em alma-gêmea acredito mais.
Isso não me impede de amar muito, de me apaixonar como boba, enviar mensagens, escrever cartas de amor e sonhar loucamente com momentos muito, extremamente, românticos. Vai entender!?

Minha Religião é a Poesia, O Meu Profeta é a Criança

Eu preciso resgatar textos antigos.
É uma forma de guardar aqui o que fui.
Não quero perder estas palavras.

Tive um namoro muito rápido com alguém que me questionava sobre meu relacionamento com Deus. Isso me inspirou a escrever essa poesia:

Minha religião é a poesia, o meu profeta é a criança
Que, com seu olhar imaculado e sua pele mansa, encanta.

Meu Deus é a brisa do amor que aquece a noite branda,
É a chama de um sorriso,
O calor de um feitiço,
Uma promessa santa.

É uma terra molhada na minha existência
Em que no meu peito uma semente se planta,
É uma alma dedicada sem o véu da aparência,
Uma manhã iluminada pela candura da carência humana.

Minha religião é a poesia, o meu profeta é a criança
Que me ensina com a coragem de quem nunca se feriu
Que resgata em mim a menina com a mesma pureza que um dia fme ugiu.

Meu Deus acontece no "quando" destes "sempres"
E permanece...

Minha releigião é a poesia, o meu profeta é a criança
Criança que dança e sorri, tão pequenina lembrança,
Que se estampa no límpido olhar entre duas tranças
Que recria as linhas desta poesia enquanto lança
A sua voz silenciosa e rara qu' ao meu ouvido é música
Perfumada como uma rosa clara,
E ao meu pensamento cansa,
Mas irracionalmente o coração dispara:
Minha religião é a poesia, o meu profeta é a criança.

Aline Ahmad***

(Escrito após assistir ao filme Vinicius, sobre a vida do poeta Vinicius de Moraes - 22h25min - 15/11/2005)


Post Infiel

Queria sempre ter uma história incrível para contar.
Uma forma criativa para escrever.
Um texto gostoso, sedutor, que abraçasse o leitor e o fizesse sonhar...
Mas nem sempre tenho.
Muitas pessoas vão me visitar em posts sem sentido.
Em conversas sem assunto.
Simplesmente porque tenho essa compulsão por escrever, por me comunicar...
E nem sempre o conteúdo ideal.
O post abaixo, sobre um presente que ganhei, não tem tanto a ver com o blog, com o tipo de texto que costumo escrever. Quem veio e leu só um post ficou com essa primeira impressão. Talvez não volte.

25 de ago de 2008

Presente

Minha irmã é formada em publicidade. Não sei se vem daí o fascínio pela Apple.
Hoje ao descer a escada atrasada para o trabalho, com bolsa e MacBook nas mãos tropeçou e caiu. O computador chegou antes, rolou batendo em degrau por degrau. Ela gritou eu me assustei e fui correndo acudi-la. Perguntei se estava machucada e ela respondeu: "O problema não sou eu, o problema é meu computador..."

Amassou levemente, mas a tela ficou com uns rachos, e pelo visto vai valer a pena comprar um novo. Foi trabalhar emburrada. Tanto que nem sentiu a dor do tombo. À tarde a dor chegou, o pé inchou, ela não foi trabalhar.Eu fui e em reunião com nosso advogado ele me mostrou o novo IPhone que tinha acabado de comprar. Perguntei onde e meu pai acrescentou que eu queria um para mim, de tanto ver minha irmã usando fiquei com vontade também. Na mesma hora ele ligou, encomendou um e disse que vai me dar de presente. Fiquei feliz! Aliás quem não ficaria? Vou ganhar um Iphone de presente! Acho que vou conseguir postar por ele.

A Minha Escola

Em 2004 escrevi uma poesia que ficou largada em um pedaço de papel, como tantas outras que escrevo. Um dia a encontrei e guardei em uma gaveta em que acumulo papéis e tudo mais que eu não queira perder, sem organização alguma.

Pensei que ainda precisava passar para o computador e o dia chegou. Quatro anos depois de escrevê-la. Agora já posso perder o original, vai ficar na rede.

Se quiser conhecer a minha escola
Terá que tocar seu coração
Porque nem tudo diante dos olhos
Nem tudo ao alcance da mão

Os sentimentos ficam velados
E só se vêem com o brilho do olhar
Há um mistério guardado
Mesmo que não se queira guardar

A minha escola tem paredes
Tem carteiras, lousa e apagador
Mas parece que entidades divinas a visitam
Não são apenas passos pelo corredor...
Porque minha escola tem alma
Porque minha escola tem amor!

Só vai saber quem abrir-se
Só vai sentir quem souber
Queria que você visse
Mas só se também quiser

A minha escola é encantada
E no escuro ela é também luz
Sou por ela iluminada
E sua obra me conduz

A minha escola não é uma
Muitas vidas são a minha escola
Nesse papel não caberia
A alegria que em minha escola mora.

Somos muitos em uma única escola
E chamamos de "minha" ,
Mesmo sabendo que é "nossa"
É "nossa" a minha escola!
(16/06/2004 - 12:24)

Em seguida escrevi em prosa:

Se quiser conhecer minha escola terá que andar de vagarinho e nolhar no brilho das pessoas, reparar nos olhos das crianças e nas flores invisíveis que adornam os corredores.

Se quiser conhecer a minha escola terá que esquecer onde estudou, e saber se emocionar, saber se sentir tocado, por tudo que lembre uma canção de amor.

Se quiser conhecer a minha escola terá que fechar os olhos e às vezes sonhar como se ela não existisse depois quando, por final, abrisse, veria tudo que sonhou!

Se quiser conhecer a minha escola terá que enxergar o guarda-roupa de asas onde se guardam objetos para o vôo. É nela que também aprendem a voar. E se o corpo não consegue ser pássaro, cada alma da minha escola é gaivota!

Se quiser conhecer a minha escola as portas estarão abertas, como pétalas de rosa entregues. E você poderá conhecer.

Aline Ahmad***

Restaurant Week

Ainda está em tempo. Faz uma semana que começou o Restaurant Week e vai até o dia 31. Neste evento vários restaurantes de São Paulo (e outras capitais) participam oferecendo um cardápio especial com entrada, prato principal e sobremesa por R$25, 00 no almoço e R$39,00 no jantar. Veja os participantes na lista do site.

Felicidade da Criança

Bom dia!
Voltei do treino há alguns miutos e estou assistindo o Café Filosófico com Mário Sérgio Cortella. Ele fala sobre a criança em seu mundo.

Um possível tema de um estudo que pretendo fazer é sobre a felicidade da criança.
As crianças são felizes? De que depende a felicidade delas? Qual a importância que elas dão para a felicidade e quais os benefícios e malefícios para o seu desenvolvimento?

24 de ago de 2008

Vôlei do Brasil

Fiquei emocionada em assistir o depoimento do Bernardinho.
Acordei hoje cedo, antes de abrir os olhos perguntei para minha irmã se o Brasil tinha ganhado o ouro no vôlei. O cansaço não me permitiu assistir os últimos sets de madrugada. Quando soube da derrota fiquei triste. Admiro esse treinador, essa equipe, a determinação, a disciplina, o trabalho árduo...
Nas palavras dele pode até ser que não se saiba onde estarão as medalhas no futuro. O atleta pode perder a medalha jogada em algum canto da casa, na bagunça de um quarto, mas ele tem que saber onde está o amigo que o fez conquistar aquela vitória junto. Isso é lindo!

Ele também disse que em um país como o Brasil, ninguém fez em 8 anos o que essa equipe fez.

E reitero as palavras dele, dizendo como uma brasileira e torcedora:

As conquistas que alcançaram são um orgulho e uma "honra", como você diz Bernardinho, para o povo brasileiro. Obrigada!!

Fiquei devendo ontem

Esse comentário merece ser um post:
O Profeta disse...

Uma rosa breve

Uma hortênsia de alva cor
A terra molhada pelo sereno
Nos celeste paira um Açor

A madeira verde, a dança do fogo
O embalo do loureiro no vento, o alecrim
Um ribeiro de inquietas águas
Levam o perfume das mágoas em viagem sem fim

Convido-te a sentir a minha paleta de aromas

Mágico beijo

23 de ago de 2008

Fim do livro

"Tem visitas que recebo de tão belas cores nas palavras
Que dançam nelas o sentimento
E passeiam nelas o amor". (Aline Ahmad***)

Ontem terminei de ler "A Poesia do Encontro", com tanta fala poética que saiu da conversa entre Elisa Lucinda e Rubem Alves fiquei mesmo contagiada.

Hoje logo cedo recebi um lindo comentário.
Quando voltar explico melhor.
Beijos de luz,
Aline***

Revelado

Você, que não se revela
Que teme mostrar-se
Você que a luz não se encerra
Que espera a catarse.

Você como anjo imaculado
Que já provou do pecado
Escolhe entre os caminhos: eu!
Para fazer do meu colo ninho
E do meu corpo seu.

Aline Ahmad***

Escondido em você

Amo você escondido em você
Por trás dos segredos.

Porque se mostra em pílulas
Vai tirando do meu peito o medo.

Quem diria!
Encontro em você a verdade.
Doce amiga...
De quem seu corpo já tinha esquecido.
E a sua verdade é tão bela,
Quanto sua boca carnuda.

Por esses lábios doces
Que me recusam beijos.
Na verdade dita
Me presenteiam desejos
De encontrar su'alma
Ainda mais perto,
Ainda mais dentro.

Aline Ahmad***

(23/08/2008 - 2h20 AM)
(Para Eduardo Vela)

Paz

Sinto paz no seu colo,
No afago dos seus braços
Quando acolhem meu corpo.

Sinto luz na sua voz
Nas histórias que me conta
Nas verdades que me diz.

A liberdade derruba o muro
E encontro no riso a diretriz
Do um amor tão puro.

Sorri e me admira
Estático, quieto
Como uma promessa rara
Que me tira a mágoa
E põe ternura no lugar.

Aline Ahmad***
(para Eduardo Vela)

22 de ago de 2008

Leitura

Vou voltar a ler o livro "A Poesia do Encontro" assim que terminar o post. Recomendo muito!
Beijos de luz,
Aline***

Conheço a cena

Por alguns dias ele não vai notar que existo.
A cabeça vai estar fora do lugar.
Outras preocupações, várias ocupações.
Sei como vai ser, já vivi a cena.
Sei que a mim vai recorrer
Quando a dor bater ou a força precisar.
Sei que vai encontrar em mim o sonho,
O sorriso, o afago, o carinho.
Sei que compensará tudo com vitórias,
Com o orgulho que sinto,
Por ele ser exatamente quem é.

Aline Ahmad***

(Para Eduardo Vela)

Quer pagar quanto?

Hoje fiquei tão triste, tão decepcionada, está difícil escrever.
Não é algo que me atinja de perto, nada pessoal, mas uma decepção com o ser humano.
É triste presenciar algumas coisas.
Pessoas se corrompendo, se vendendo... Quando é que o ser humano perdeu o próprio caráter?
Quando se torna comum, natural, banalizado fazer o que é errado... Quando perdemos a noção, o que nos resta?

Em um mundo em que se comercializa tudo será que colocaram preço até nas almas?

Sumiu...

O que houve com você?
Você sumiu!? Não vem mais!? Não marca presença!?

Alguém deixou de me visitar, não sei quem, mas sempre faz falta...

Ouro ou prata?

As olímpiadas monopolizam a atenção dos brasileiros.
A atleta brasileira Mareen ganhou o ouro no salto à distância e a filha ao telefone disse que queria a prata.
Bom dia!

21 de ago de 2008

Cor

Mudei algumas cores, deixei um fundo branco ao invés de cinza. Acho que fica melhor para ler. Você gostou assim?
Beijos de luz,
Aline***

A Poesia do Encontro

Misturado a ansiedade e cansaço alguns dias passam frios, quase gelados, embora esteja calor.
Mas algumas canções de doçura estão escondidas na brisa invisível dos relacionamentos que nos tocam.
Hoje uma canção assim expôs a sua melodia na minha tarde, canção conhecida e recorrente que traz só as notas de ternura que palavras não descrevem.

Quando cheguei à tarde para o trabalho um livro me esperava.

Pausa. Como em muitas das minhas histórias há o momento em que é preciso explicar algumas linhas que vieram antes, para que você, leitor, se sinta dentro do que aconteceu tanto quanto eu estive.

Os autores do tal livro se encontraram um dia para uma conversa. Essa conversa tão bela, tão mágica, resultado do encontro de almas que tanto admiro resultou nas palavras impressas naquele livro. Vejam que de um lado estava Rubem Alves*, para quem poesias dediquei, com quem compartilhei meus sonhos, meu sangue, enquanto lia seus textos. De outro Elisa Lucinda**, por quem minha admiração sem tamanho transcendeu quando a reconheci humana, como professora minha, em um curso de poesia. Vejam que só uma alma parecida com a minha podia ter a sensibilidade de imaginar esse encontro: Gilberto Dimenstein***. De quem eu já gostava, mas que agora sou também grata por unir duas pessoas tão ternas em meu coração.

"A Poesia do Encontro" era o título do livro. E na dedicatória essa "canção":

Não se trata de nenhuma data especial, não é seu aniversário, tampouco é natal. Trata-se apenas de celebrar a nossa amizade, que para mim representa muito! Representa um encontro, tal qual o título da obra.

Beijo grande no seu coração,

Te amo!

Rê.(****)
21/08/2008

Meus olhos se encheram da emoção que faz o sentimento de transmutar em lágrimas.
_______________________
*Rubem Alves, filósofo, teólogo, psicanalista, já escreveu mais de 50 livros, é um dos meus autores preferidos.
**Elisa Lucinda, poetisa, atriz, professora de poesia falada, assisti mais de 7 vezes a sua peça "Parem de falar mal da rotina"
***Gilberto Dimenstein, jornalista, colunista da Folha de São Paulo e articulador de projetos admiráveis como este
****Renata da Rocha, doutoranda em Filosofia do Direito, autora de "Direito à Vida e a Pesquisa em Células-Tronco", acima de tudo isso minha amiga.

Mais tarde

À noite uma nova postagem!
Beijos de luz,
Aline***

20 de ago de 2008

Prévia do Bebê

Vou dormir e deixá-lo(a) com esse link.
Quer saber como vai ser o bebê?
Com fotos do casal é possível ter uma idéia.
Beijos de luz e boa noite!

Paciência

Quando chega a noite e o mundo vem me visitar
Nem sempre é minha melhor linha que se mostra.
Abaixo dela e adiante posso esconder segredos mágicos.
Nem sempre o mundo tem paciência para ler...

Descuidada

Poeta bom é aquele cuidadoso, que retoca os versos, que repensa as rimas. Eu lá tenho paciência para isso? Escrevo e pronto. Às vezes demoro mais para concluir, às vezes menos. Só não consigo reescrever e revisitar sempre. Fica tudo desorganizado. Solto, perdido.
Como faço para colocar tudo em um livro?
Preciso de ajuda!

Bem "povão"

Não sei ser poeta
Minhas rimas são pobres
Gosto de rimar amor com dor
Coração com emoção
Céu com mel...

Queria escrever bem "povão"
Para que todos me entendessem
Mas quando coloco rima
Tem gente que foge da poesia

Poesia rima com queria
Exatamente o que eu queria:
Uma poesia!

Foto do casamento

Foto com minha irmãs do casamento que fomos no sábado.
Na entrada tirávamos a foto e na saída ganhávamos um imã de geladeira com a pose.
Adorei a idéia!

No link está com pouca nitidez porque é vendida através do site da Fabrika de Eventos.

Isso não se faz

Ela me pegou desprevenida. Um dia à noite, quando eu não estava preparada.
Maldita!
Primeiro fiquei com aquele nó na garganta, uma leve dor, achei que passava.
Só que foi piorando.
A dor só aumentou.
Tive que me proteger melhor.
Hoje pela manhã senti que me pegou de vez.
Danada, essa gripe!

Leia mais

Se você for simplista,
Ou preguiçoso,
Ou desinteressado por mim,
Vai ler só um.
Só um post!
E vai me deixar assim...

Se você for curioso,
Desconfiado,
Interessado...
Vai querer ler um pouco mais,
Um pouco mais,
E mais além...
Talvez sem fim
Descubra um pouco de mim.

Atenção

Pessoas são frágeis.
Como frascos de cristal.
Nunca sabemos o que o outro passa, o que o outro vive.
Seria preciso vestir os sapatos do outro. Como roupa a pele do outro. Como alma os sentimentos do outro.
Talvez assim.

Mesmo sem ser o outro julgamos o outro, criticamos, ofendemos.
Será que o outro está em um período delicado?
Palavras podem soar como chicote, tapa, violência.
Uma tristeza suave pode crescer. O que o outro pode ser capaz de fazer?
Por uma palavra maldita podemos comprometer uma vida.
Estejamos atentos!

Lua de manhã

Hoje pela manhã, quando fui caminhar vi a Lua. Já estava claro e ela continuava lá.
Lembrei das noites de lua cheia que vi essa semana, meu pai disse que era lua nova.
A natureza é um espetáculo que nunca é dispensável.
Sempre queremos ver de novo.
Outras luas virão, ainda bem!
Bom dia!

19 de ago de 2008

Distância

Veja se pode!
Ele finalmente apresentou o trabalho, mas ainda tem alguns detalhes para terminar. Ai, ai...
O professor pediu. Então semana que vem ainda vai para aula por causa disso.
O problema é que esqueceu a agenda lá e teria que usar amanhã cedo, teve que voltar para pegar. Se não fossem os aproximadamente 30km de distância seria mais fácil.

Orgulhosamente

Hoje, logo pela manhã, nosso advogado Dr. Moacir Mesquita nos ligou sugerindo uma confraternização entre clientes. Disse que visitaria nosso concorrente, também cliente dele e que iríamos juntos. Achei ótimo! Gosto de ter uma atitude parceira com a concorrência. Achei que fôssemos conversar e conhecer a estrutura informalmente. Chegando lá era um evento, um café da manhã para a imprensa e inauguração do novo prédio. Estavam presentes o prefeito, a primeira-dama, que é deputada federal, e outras autoridades, todos compondo a mesa solene. Assistindo estavam a imprensa e personalidades da cidade. Fiquei orgulhosa porque meu pai foi citado umas três vezes. A deputada o cumprimentou ao microfone falando que o parabenizava e que na figura dele estava também parabenizenado a todos os educadores presentes. Fiz a primeira e única pergunta e aproveitei para elogiar o empreendimento e salientar que estava ali representando o colégio em que trabalho e aproveitei para dizer de quem sou filha, orgulhosamente.

Roda Viva

Para mim este arquivo de entrevistas do Roda Viva é no mínimo fantástico!
O programa é sensacional.
A minha entrevista preferida é a de Patch Adams. Uma referência em minha vida! Só assistindo para saber.

Rio de Janeiro

Apesar de amar São Paulo considero o Rio de Janeiro uma cidade perfeita. É incrível a união da cidade com a natureza, a urbanidade em contraste com o mar... Amei esse comercial mostrando as peculiaridades da cidade maravilhosa. Em contrapartida, esse lugar que poderia ser o paraíso é cenário de violência. Escute aqui a revolta de Arnaldo Jabor.

Atividade Física

Olha, quando falo dos treinos parece que sou muito ativa. Na verdade sempre estive mais na turma dos sedentários. Há alguns anos luto para me disciplinar na prática de atividade física. Tenho conseguido, mas ainda é bem começo, constantemente dessa vez faz só um mês. É por isso que faço esse relatório, para registrar meu desempenho.

Relatório de treino

Bom dia!
Vou caminhar!
Ontem não passei meu relatório de treino. Trotei por 29 min com média de 149 batimentos por minuto.

18 de ago de 2008

Diego Hypólito

Esqueci de contar. Ontem, quando assisti pela TV a falha de Diego Hypólito, nosso brilhante ginasta brasileiro, e seu choro ao se justificar, chorei junto. Fiquei muito triste...
Ele já levantou inconformado, não acreditando no que estava acontecendo. Parecia um pesadelo, mas não era sonho, era real.
Quantos do nós já não passamos por uma situação incrível e inexplicável, que parece um pesadelo, que não entendemos porque foi destinada a nós?
Não dá para dizer que faltou treino para Diego, ou que ele estava despreparado, ou nervoso. Ele estava seguro. Não concordo quando dizem que estar seguro demais prejudica. Para mim o que prejudica é o nervosismo, não a segurança. Vendo o que aconteceu com Diego não consigo encontrar onde aconteceu a falha. E é porque não houve falha na preparação que há o inconformismo com o que aconteceu...

Compras

Gostei desse livro e quero para mim!

Milagre

Acabei de ler uma notícia no Querido Leitor que me deixou muito feliz.

Sempre acreditei que milagres acontecem o tempo todo, a vida em si é um milagre, no entanto este (em inglês) supera as expectativas.

Uma menina prematura dada como morta volta a vida 5 horas depois, quando sua mãe pede para vê-la por notar que ela estava se mexendo.

Cólica

Tive cólica...
Às vezes confundo o início da dor de cólica e deixo passar. Aconteceu hoje e quando acionei o remédio era tarde demais. Fiquei bem mal mas já estou melhor. Espero ficar bem até à noite.
Hoje à noite tem show da minha amiga Paulah Gauss, espero que possa ir.

Monomotor fica preso em fios elétricos

Acabei de assistir pela TV o resgate de um casal que ficou preso em fios elétricos quando voava em um monomotor. De ponta cabeça. Imaginem a cena. Fiquei pensando no medo que sentiram, de dentro de um avião equilibrados apenas por aqueles fios.
O acidente aconteceu na Alemanha.
Mais detalhes aqui.

Ibope

O blog está aumentando o número de visitantes constantemente. Fico feliz e me desdobro para responder a todos que comentam. Espero estar atendendo a freguesia da forma que merecem.
Mesmo com essa boa notícia tenho uma reclamação a fazer. Nos finais de semana meu ibope cai.

17 de ago de 2008

Era cedo

Ele foi tão doce
E tão rico
Que encontrei abrigo
Por onde ele passava.

Ele foi tão vasto
E tão preciso
Que encontrei perigo
Onde seu lábio não tocava

Ele foi tão cedo
E veio tão tarde
Porque meu coração o esperava.

Que jamais senti sossego
Ou vaidade
Porque parte dele me amava.

(Para Paulo C., médico)

Prosperidade

Ele escreve um trabalho,
Eu testo linguagens
Busco poesias.

A solidão é próspera para os poetas.

Relacionamento é coisa esquista

Relacionamento é uma coisa esquisita.
Estou feliz com o meu.
Estou em nuances.
Estou feliz comigo, ele me equilbra.
Eu o equilibro.
Combinamos. Mas...
Mesmo assim...
[Risos]
É preciso bom humor, para relevar.
É preciso rir de si e do outro,
Gostar das falhas, compreender, perdoar.
Cada um tem seu jeito peculiar.
O que para um chama "ofensa",
Para o outro chama "amar".
O que um chama de amor,
O outro chama "dor".
Assim fica fácil magoar.
As linguagens demoram para serem aprendidas.

Todos que se relacionam são bílingues.
Só assim para compreender a língua que o outro fala.
Não é a nossa, definitivamente.

Desabafado

Se eu não desabafar publicamente ninguém vai saber.
E se eu desabafar aqui, publicamente, quem souber nada vai fazer
E mesmo sem fazer parece que eu fiz alguma coisa, por contar...
Não é revolta, é saudade.
Não é reclamação é falta.
Será que ele vai ler?
E se ler vai achar mais do que deve.
Meu mundo sem ele existe.
(E sinto falta mesmo assim).
Meu mundo com ele não é melhor.
(Mas quero ele mesmo assim).

Queria que ele lesse,
Mas não queria que soubesse.
Queria que soubesse,
Mas sem se aproveitar da situação.

Meu amor escrito
Parece ser em excesso,
Quer dizer que sim,
Mas precisa dizer "não".
(Só para equilibrar).
_________________

Ele longe,
Ela escreve e sorri.
__________________

Final de semana retrasado ele fez um TCC.
Final de semana passado ele viajou a trabalho.
Esse final de semana outro TCC.
E ele, cadê?

O que acontece com nossos ginastas?

O que acontece com nossos ginastas?
O que acontece com os ginastas? Com os atletas?
Fico triste por eles, porque sei que a maior dor é a deles, porque o maior esforço também é o deles. Mas como pode treinarem tanto, estarem tão próximos da perfeição para errarem justo no momento que a perfeição é mais exigida?
Claro que o erro acontece justamento por causa disso, o stress, a exigência da situação, a responsabilidade. É que mesmo assim não acho justo. Tem que haver um preparo para isso. Um preparo emocional desses atletas. Ou será que esses erros acontecem também nos treinos? Não é justo com eles... Não cobro nada como brasileira. Cobro como ser humano, que compartilha a dor e o esforço de um outro ser humano. Um esforço que merecia uma medalha. Mas no esporte não se premia o esforço, somente o resultado.

Sobre a valorização do esforço e do resultado Stephen Kanitz escreveu brilhantemente em sua coluna da Revista Veja, na semana passada: Por uma Sociedade Justa e Eficiente

16 de ago de 2008

Para você que me lê

Você que me lê, que me visita, que me acompanha.
Você que me conhece desconhecendo quem sou.
Que me desconhece e mesmo assim conhece bem.
Você que vem aqui e que fica, e volta, além
Ah... Você me faz tão feliz!
Motivo de um sorriso.
Caminho de um início.
Ficamos juntos.
Eu cá e você em meu mundo.
Tudo isso é para você,
Para você que me lê!

Casamento do primo

Tenho primos gêmeos idênticos. São lindos, um é médico cirurgião plástico e o outro é dentista. O dentista se casa hoje à noite.
Já estou de unhas e cabelos feitos para ocasião.
Beijos de luz,
Aline***

Medalha de Ouro

Chorei muito com a medalha de ouro de César Cielo.
Quando a bandeira subiu enquanto tocava o hino nacional e ele foi se desestruturando, soltando as lágrimas, eu chorei junto, como se pudesse sentir a dificuldade para chegar até ali.
Foi tão lindo!

A prova dos 50m na natação é como os 100m no atletismo. É a mais almejada, mais notória, e o ouro é brasileiro!

15 de ago de 2008

Deletar

Tenho muita dificuldade em deletar.
Para mim tudo é válido e poderá ser aproveitado em um futuro próximo.
É difícil me desfazer de scraps, e-mails, cartas, bilhetes... Minhas caixa-postais são repletas. Sempre consigo apagar um ou outro, mas fica aquela lista quilmétrica. Fazer o quê? Conhece alguma técnica?

Ética na Educação

Hoje almocei com um administrador que trabalha na área da Educação. Ele comentou sobre a importância de ensinarmos ética nas escolas. Falou que vai me passar um artigo em inglês de um educador que escreveu justamente sobre isso. Nos Estados Unidos as faculdades ensinam a vencer a concorrência e por muitos anos deixaram de falar sobre a ética que deve delinear qualquer atitude no âmbito profissional, e também no pessoal. Querer vencer é positivo, competir é sadio, querer que o outro perca é errado e ultrapassado.

Esquecimento

Diversas vezes no meu dia me deparo com assuntos que quero escrever aqui. O problema é que na maioria das vezes eu esqueço...

Sites fofos!

A internet tem muitos sites bonitinhos, criativos, interativos. Se eu tivesse um gostaria que fosse como esse da Fernanda Lima. Muito fofo!

Também adoro o site da Farm, uma das minhas marcas preferidas. Enquanto ele carrega você brinca com o cachorrinho. O site muda a cada coleção.

14 de ago de 2008

Chegou

Ele chegou hoje, acabei de vê-lo rapidamente...
Vou dormir feliz.
Beijos de luz e até amanhã!

Anjo de asas invisíveis

Uma vez minha casa foi assaltada. Eu tinha saído. Mas quem salvou todo mundo foi um anjo. Anjo de asas invísiveis. A Cristina, que trabalha em casa, conseguiu fugir sem que ninguém a visse. Do vizinho chamou a polícia e os assaltantes tiveram que sair correndo.

Hoje ela me contou que às terças-feiras em sua igreja é o "Dia do Sopão". Todos se reúnem para distribuir sopa às pessoas carentes que não tem o que comer. Ela disse que se sente muito bem fazendo isso e sendo organizadora deste "evento". Fiquei emocionada em ver seus olhos brilhando ao me contarem. Falou que pessoas que moram em lugares mais nobres, independentemente da religião também vão até lá para ajudarem. Ela também me pediu emprestado o DVD do filme "A corrente do bem" para passar na igreja. Sou grata por conhecê-la e por ter esse anjinho às vezes rondando em minha casa...

Show Paulah Gauss

A Paulah é minha amiga há mais de 10 anos. O show é contagiante, divertido e bem-humorado. Quero convidar você também!


Beijos de luz

Estou na correria, mas quero enviar beijos de luz a Idylla, Renata e Daniel.
Ainda quero retribuir a visita...

Todo dia

Quais blogs você visita todo dia?

Deixe nos comentários.

Ipê Amarelo

Sou apaixonada por Ipês amarelos! Esta árvore só floresce uma vez por ano, exatamente nesta semana. Na viagem que fiz vi várias em diferentes pontos da estrada. Quanta beleza!! Sempre que vejo um ipê florido agradeço pela oportunidade. Em qualquer outra época do ano eu não o teria visto assim, tão belo...

Diário Noturno

Escrevi esse post ontem à noite e só agora notei que tinha postado no outro blog:

Cheguei agora do curso. Foi maravilhoso! Estou cansada, vou atualizar amanhã... Quando pretendo também responder aos comentários. Muito obrigada por sua visita!
Beijos de luz,
Aline***

13 de ago de 2008

O desgaste das palavras

Às vezes lemos algo e não sabemos a utilidade. É comum que aconteça isso diante do que é belo. A beleza não é mesmo muito útil, por mais que seja admirada.

A arte, seja a poesia, a música, a literatura, fazem parte da caixa de brinquedos, como diz Rubem Alves. Essa semana quando li a crônica de Walcyr Carrasco na Veja São Paulo, não tinha idéia de que me seria útil em uma conversa. O Dr. Moacir recebeu um recado pedindo para que retornasse uma ligação URGENTE. Comentei que as palavras estão perdendo o sentido. URGENTE está perdendo a urgência. Assim como a palavra "amigo" não se usa mais somente para quem é "amigo", fica sendo abrangente aos conhecidos e colegas.

Diário da manhã

Hoje pela manhã teve reunião de pais e à tarde vou para um curso, chego de São Paulo à noite. No intervalo estive em nosso advogado, Dr. Moacir, enquanto ele almoçava nos contou sobre a peça "A alma imoral". Vou almoçar só agora...
Beijos de luz,
Aline***

12 de ago de 2008

E-mail que recebi

Recebi por e-mail o texto abaixo. Sou o cedro e você?

DE QUE ÁRVORE VOCÊ CAIU ?
Busque o dia do seu aniversário e encontre sua árvore...
Uma vez localizado, busque mais abaixo a explicação sobre o mesmo.
É interessante e, de alguma maneira, preciso.
Além do mais, faz parte da astrologia Celta.
23 de Dez até 01 de Jan - Árvore de Maçã
02 de Jan até 11 de Jan - Árvore de Abeto
12 de Jan até 24 de Jan -Árvore de Olmo
25 de Jan até 03 de Fev - Cipreste
04 de Fev até 08 de Fev - Álamo
09 de Fev até 18 de Fev - Cedro
19 de Fev até 28 de Fev - Pinheiro
01 de Mar até 10 de Mar - Sauce Llorón Salgueiro Chorão
11 de Mar até 20 de Mar - Árvore de Limas
21 de Mar -Carvalho
22 de Mar até 31 de Mar - Árvore de Avelã
01 de Abr até 10 de Abr - Árvore Rowan
11 de Abr até 20 de Abr - Árvore de Arce
21 de Abr até 30 de Abr - Nogueira
01 de Mai até 14 de Mai - Álamo
15 de Mai até 24 de Mai - Árvore de Castanhas
25 de Mai até 03 de Jun - Árvore de Cinzas
04 de Jun até 13 de Jun - Árvore Hornbeam
14 de Jun até 23 de Jun -Figueira
24 de Jun - Árvore de Abedul
25 de Jun té 04 de Jul - Árvore de Maçã
05 de Jul até 14 de Jul - Árvore de Abeto
15 de Jul até 25 de Jul -Árvore de Olmo
26 de Jul até 04 de Ago - Cipreste
05 de Ago até 13 de Ago - Alamo
14 de Ago até 23 de Ago - Cedro
24 de Ago até 02 de Set - Pinheiro
03 de Set até 12 de Set - SauceLlorón/Salgueiro Chorão
13 de Set até 22 de Set - Árvore de Limas
23 de Setembro - Oliveira
24 de Set até 03 de Out - Árvore de Avelã
04 de Out até 13 de Out - Árvore de Rowan
14 de Out até 23 de Out - Árvore de Arce
24 de Out até 11 de Nov - Nogueira
12 de Nov até 21 de Nov - Árvore de Castanhas
22 de Nov até 01 de Dez -Árvore de Cinzas
02 de Dez até 11 de Dez - Árvore Hornbeam
12 de Dez até 21 de Dez - Figueira
22 de Dezembro - Árvore de Faia

ÁLAMO (A Incerteza)
É uma pessoa com um alto sentido de estética, não é muito segura de si mesma, valente se for necessário, precisa estar em um ambiente agradável; é muito seletiva, às vezes solitária, muito alegre, de natureza artística, boa organizadora, tenta aprender através da filosofia, confiável em qualquer situação, assume as relações muito seriamente.

ÁRVORE DE ABEDUL (A Inspiração)
Uma pessoa vigorosa, atrativa, elegante, amistosa, não é pretensiosa, é modesta, não gosta de excessos, se aborrece com coisas vulgares, ama a vida, a natureza e a calma, não é muito apaixonada, cheia de imaginação, um pouco ambiciosa, acredita numa atmosfera de calma e satisfação.

ÁRVORE DE ABETO (O Mistério)
É uma pessoa de extraordinário bom gosto, dignidade, sofisticada, ama a beleza, temperamental, teimosa, tende para o egoísmo, mas se preocupa com as pessoas que estão ao seu redor, é modesta, muito ambiciosa, de muitos talentos, criativa, amante insatisfeita, de muitos amigos e inimigos, muito confiável.

ÁRVORE DE ARCE (A Mente Aberta)
Uma pessoa fora do comum , cheia de imaginação e originalidade, tímida e reservada, ambiciosa, orgulhosa, segura de si mesma, com sede de novas experiências, algumas vezes nervosas, tem muitas complexidades, possui boa memória, aprende rapidamente, com uma vida amorosa complicada, gosta de impressionar. Deve buscar ter uma relação séria que encha sua vida, isso lhe fará feliz.

ÁRVORE DE AVELÃ (O Extraordinário)
É uma pessoa encantadora, não pede nada, muito compreensiva, sabe como impressionar as pessoas, é segura, mente aberta, positivista, ativa na luta por causas sociais, popular, temperamental e amante caprichoso, sensual e excessivamente apaixonado,sensível,companheiro tolerante, com um sentido de justiça muito preciso.

A OLIVEIRA (A Sabedoria)
Ama o sol, de sentimentos quentes e ternos, razoável; é uma pessoa equilibrada, evita agressão e a violência, tolerante, alegre, calma, tem um sentido desenvolvido para a justiça, sensível, empática, não conhece os ciúmes, lhe encanta a leitura e a companhia de pessoas sofisticadas.

A NOGUEIRA (A Paixão)
Implacável, é uma pessoa estranha e cheia de contrastes, não é egoísta, agressiva quando precisa, amorosa, nobre, de horizontes amplos, de reações inesperadas, espontânea, de ambição sem limites, pouco flexível, é uma companhia pouco comum, nem sempre agrada mas é admirável, comum gênio estratégico, muito zelosa e apaixonada, não se compromete se não conhece.

A FIGUEIRA (A sensibilidade)
Muito forte, é uma pessoa pouco voluntariosa, independente, não permite as contradições ou discussões, ama a vida, sua família, as crianças e os animais; um pouco volátil socialmente, bom sentido do humor, tímida mas um pouco extrovertida. Gosta da ociosidade e da preguiça, tem um talento prático e extraordinária inteligência. Pessoa muito sensual e atrativa ao sexo oposto. Grande elegância e porte.

ÁRVORE DE CASTANHAS (A Honestidade)
De beleza incomum, não deseja impressionar, com um desenvolvido sentido de justiça; vigorosa, é uma pessoa interessada, diplomática de nascimento, se irrita facilmente e é sensível com sua companhia, muitas vezes por insegurança em si mesma; às vezes atua com sentido de superioridade, se sente incompreendida, ama uma só vez, tem dificuldades para encontrar seu parceiro.

ÁRVORE DE CINZAS (A Ambição)
É uma pessoa excepcionalmente atrativa, vigorosa , impulsiva,exigente, não se importa com as críticas, ambiciosa, inteligente, cheia de talentos, gosta de jogar com o destino, pode ser egoísta, muito confiável e digna de confiança, amante fiel e prudente, algumas vezes o cérebro controla o coração, mas assume suas relações muito seriamente.

ÁRVORE DE FAIA (A Criatividade)
Tem bom gosto, se preocupa com as aparências, materialista, organiza bem sua vida e sua carreira, é uma pessoa econômica, bom líder, não toma riscos desnecessários, é razoável, esplêndida companheira de vida, gosta de manter a linha (dieta, esportes, etc).

ÁRVORE HORNBEAM (O Bom Gosto)
De uma beleza muito franca, se preocupa por sua aparência e sua condição econômica; de bom gosto, não é egoísta , vive de forma mais cômoda possível de maneira razoável e disciplinada, busca bondade e conhecimento em uma parceira emotiva, sonha com amantes incomuns , aos poucos é feliz com seus sentimentos, desconfia da maioria das pessoas, nunca está segura de suas decisões, muito consciente.

ÁRVORE DE LIMAS (A Dúvida)
Aceita o que a vida lhe dá de uma maneira muito complexa, odeia brigar, o estresse, e o trabalho, mas não gosta de preguiça e da ociosidade; é suave e sabe ceder, faz sacrifícios pelos amigos, tem muito talento, mas não o suficiente para explorá-los, se lamenta e se queixa um pouco, é uma pessoa muito zelosa e leal.

ÁRVORE DE MAÇÃ (O Amor)
De contexto leviana, muito carismática, é uma pessoa chamativa e atrativa, de uma aura agradável, aventureira, sensível , sempre apaixonada, quer amar e ser amada, companheira fiel e terna, muito generosa, de talentos específicos, vive o dia a dia, filosofa despreocupada com a imaginação. Totalmente distraída.

ÁRVORE DE OLMO ( A Mentalidade Nobre)
Figura agradável, bom gosto em se vestir, de exigências modestas, tende a não esquecer os erros, alegre, gosta de mandar porém não obedece, é uma companhia honesta e fiel, gosta de tomar decisões pelos demais, de mentalidade nobre, generosa, com bom humor, prática.

ÁRVORE ROWAN (A Sensibilidade)
Cheia de encantos, alegre, dá sem expectativas de receber, gosta de chamar atenção, ama a vida, as emoções, não descansa, e inclusive gosta das complicações, é tanto dependente como independente, tem bom gosto, é uma pessoa artística, apaixonada, emocional, boa companhia, não esquece.

O CEDRO (A confiança)
De uma beleza estranha, sabe se adaptar, gosto do luxo, de boa saúde, não é uma pessoa tímida, não gosta de ver muitas pessoas, é segura de si, tem determinação, impaciente, gosta de impressionar os outros, tem muitos talentos, criativa, saudavelmente otimista, e vive na espera do único e verdadeiro amor, capaz de tomar decisões rapidamente.

O CIPRESTE (A Felicidade)
Forte, adaptável, toma o que a vida tem para dar, é uma pessoa satisfeita, otimista, aspira dinheiro e reconhecimento, odeia a solidão, é uma companhia apaixonada e sempre insatisfeita, fiel, se altera facilmente, não é dócil, e desinteressada.

O PINHEIRO (O Particular)
Encanta a companhia agradável, é uma pessoa muito robusta, sabe fazer sua vida algo confortável, muito ativa, natural, boa companhia mas nem sempre amistosa, se apaixona facilmente mas sua paixão se apaga em pouco tempo, se rende facilmente, se decepciona de todo até que encontra seu ideal, é de confiança e de caráter prático.

O ROBLE (A Valentia)
É uma pessoa robusta da natureza, valente, forte, implacável, independente, sensível, não gosta de mudanças, mantém seus pés no chão e gosta de ação.

O SAUCE LLORÓN- SALGUEIRO CHORÃO (A Melancolia)
Uma pessoa belamas melancólica, atrativa, muito empática, ama as coisas belas e tem bom gosto, ama viajar, sonhadora sem descanso, caprichosa, honesta, pode ser influenciada mas é difícil para conviver; exigente, com boa intuição, sofre no amor mas às vezes encontra apoio em sua companhia. Algumas vezes gosta de mentir, é bastante amigável.

Campeonato Estadual Mirim

Fui acompanhar dois jogos do campeonato estadual de futsal que nossa equipe mirim está participando.
Fiquei muito orgulhosa deles!

Vou copiar os posts que escrevi no blog do colégio:

Orgulho do Progresso Centro
Acabo de voltar de uma imersão na rotina de nossos heróis.
Assisti a dois jogos e presenciei a garra, o brilho no olhar e a determinação que fazem de nossa equipe a mais admirada por todos os técnicos do campeonato. Jogadores que não temem, que diante da adversidade mostram maturidade, habilidade e coragem.
Embora seja a primeira vez desses alunos diante de "gigantes" (alguns times eram formados por alunos muito maiores que os de nossa equipe) eles fizeram bonito e continuam orgulhando o Progresso Centro por onde quer que vistam nossa camisa.

Progresso Centro x Santos
Um dos jogos mais difíceis que esta equipe já enfrentou e também um dos mais belos.Marcado para as 16h30 de segunda-feira, 11 de agosto de 2008.
O time do Santos chegou com uma equipe técnica de mais de 6 pessoas, fisioterapeuta, preparador físico, etc. Mas a garra de nossos meninos parecia maior que qualquer aparato que eles pudessem trazer.
O Santos estava invicto vindo de vitórias com vantagens de vários gols. Demorou para conseguir furar nossa defesa e abrir o placar. Algum tempo depois empatamos e, pela primeira vez no campeonato, o Santos se viu atrás de um outro time, quando fizemos o segundo gol. Parecia sonho, só que durou pouco, o Santos empatou em seguida. O empate já seria um bom resultado diante daquela equipe tão bem preparada. Infelizmente no último minuto eles conseguiram fazer outro gol. Nosso técnico Eduardo Vela correu para a mesa para perguntar:
- Quanto tempo falta?
- Três! - responderam.
Desesperadamente ele quis saber:
- Três minutos?
- Três segundos!
O juiz apitou o final da partida enquanto ele lamentava a impossibilidade de tomar alguma atitude. Quase todos nossos alunos choraram na quadra, mostrando a reação que esperamos de qualquer estrela da seleção brasileira. Sim, nossos meninos são compremetidos e mostram isso no sorriso ou na lágrima. Seja qual for o resultado o nosso orgulho por eles é grande. Lembramos que um de nossos melhores jogadores não pôde jogar mais que dois minutos porque se machucou e que a maioria do time ainda joga nessa categoria no próximo ano. Eles prometem!Entretanto ainda restavam dois jogos.

Progresso X São José
Marcado para as 10h00 de terça-feira, 12 de agosto de 2008São José era o outro time invicto, de jogadores com quase o dobro de altura de alguns dos nossos. Quando viram nossa equipe alguns deles balbuciaram: "Vai ser fácil, olha o tamnho deles!"
Mal sabiam que não seria nada fácil.Mesmo com a improvável chance de classificação nossos heróis jogaram com a garra e determinação do jogo anterior. Abriram o placar e dificilmente os adversários conseguiram o empate. Depois tomamos mais um gol, mas finalizamos fazendo outro gol o que nos garantiu um empate em 2X2.Cabeça erguida, meninos! Vocês fazem a nossa glória!Por enquanto o saldo é muito positivo. Estamos fazendo história, representando a cidade de Guarulhos lindamente com atletas que merecem o nosso respeito e o nosso aplauso!Amanhã será o último jogo.

Viagem de última hora

Desculpem-me pela ausência... Tive uma viagem profissional de última hora.
Logo mais conto tudo!
Beijos de luz,
Aline***

10 de ago de 2008

Blog Profissional

Deste ontem tenho escrito em outro blog. Digamos que seja o meu blog profissional, do colégio em que trabalho, o Colégio Progresso Centro

Por enquanto estou documentando a viagem de nosso time de futsal masculino sub13. Estão disputando o campeonato estadual. Escrevi esses posts até agora:

Rotina do time no alojamento


Além da quadra

Progresso Centro vence Colégio Objetivo de Araraquara

Primeiro Jogo

Time de Futsal no Campeonato Estadual

Dia dos Pais

Salve você, que me visita em um domingo quando é comemorado Dia dos Pais!
Fico lhe devendo escrever mais...
Beijos de luz,
Aline***

9 de ago de 2008

Diário de sábado

Saí a tarde toda com minha irmã Andreza. Comemos a salada que adoro no Il Barista da Livraria da Vila e compramos o presente do papy. Um livro e um caderno (para escrever o livro dele). Agora vou sair correndo para jantar em um japa com minhas amigas.
Beijos de luz,
Aline***

Nós e a humanidade

Só agora que sinto seu amor tenho coragem para continuar.
Só agora que o amor me acompanha me sobram forças para amar.
Só agora que meu sentimento cresceu preciso dividí-lo para que seja ainda maior.
Já não cabe somente em nós.

Agora entendo seus anseios,
Suas vontades, seus ideais,
E posso ver por mim mesma,
Aquilo que meus olhos já não viam mais.

A mania de sentir-me só fugiu,
Agora me sinto parte.

A mania de querer completar você já não existe,
Quero o mundo para me completar.
(Mesmo já sendo inteira!)

Não quero ser pequena,
E sei que sozinha ou (só) com você sempre serei...
Quero me atar aos nós da humanidade,
Onde cada alma encontra lugar e função.

Não quero estar a passeio
Como se vida não merecesse cuidado ou atenção
Quero poder reconhecer os mínimos devaneios
Para realizar no concreto
Aquilo que transpira dos poros do meu coração.

A minha fraqueza já passou
Ficou perdida, ajoelhada.
Se olharmos para trás podemos vê-la
Em alguma curva cinuosa da estrada.

Restou a luta rotineira
Que determina o futuro
Que constrói o destino
E delineia o caminho.

Restou a união verdadeira
Que não se parte por espinhos
Que não se lamenta por falhas
E crava em pedras marcas certeiras
Mesmo que o vento desmanche promessas
Escritas na areia.

Sei que você agora vem comigo
Com todo o olhar como me trouxe
Para enxergar todas as coisas.

Sei que você está comigo,
Com todo o olhar sobre si mesmo
Que te dei como presente

Sei que não somos só amigos
Pelo profundo desejo que temos
De continuarmos juntos, mesmo ausentes.

Relatório de treino

Hoje acordei cedo para mais um dia de treino.
Fiz 30 min com média de frequência 155 batimentos por minuto.

8 de ago de 2008

Poetas da periferia

Há alguns anos fui assistir uma palestra no Itaú Cultural. Só fui porque um professor querido ia participar do evento e me recordo pouco sobre o que foi falado. Lembro-me bem que Ferréz participou. Ele é um poeta da periferia. Naquela manhã comprei o livro dele. Não tenho idéia de onde foi parar.

Ano passado comprei um livro de poesia na Livraria da Vila. Chamou-me a atenção pela originalidade, tratava-se de um outro poeta da periferia: Sérgio Vaz. Esses dias peguei o livro, cujo o nome é O Colecionador de Pedras, para reler. Li o prefácio incrível de Ferréz.

Esses dias procurei por um blog e ele tem um!

Aliás não só ele, mas Sérgio Vaz também faz parte da blogosfera. Vale muito a pena conhecer esses dois poetas admiráveis!

Só para terem um gostinho vou publicar um texto de Sérgio Vaz:

NOVOS DIAS
“Este ano vai ser pior...
Pior para quem estiver no nosso caminho”.
Então que venham os dias.Um sorriso no rosto e os punhos cerrados que a luta não pára.Um brilho nos olhos que é para rastrear os inimigos (mesmo com medo, enfrente-os!).
É necessário o coração em chamas para manter os sonhos aquecidos. Acenda fogueiras.
Não aceite nada de graça, nada. Até o beijo só é bom quando conquistado.
Escreva poemas, mas se te insultarem, recite palavrões.
Cuidado, o acaso é traiçoeiro e o tempo é cruel, tome as rédeas do teu próprio destino.
Outra coisa, pior que a arrogância é a falsa humildade.
As pessoas boazinhas também são perigosas, sugam energia e não dão nada em troca.
Fique esperto, amar o próximo não é abandonar a si mesmo.
Para alcançar utopias é preciso enfrentar a realidade.
Quer saber quem são os outros? Pergunte quem é você.Se não ama a tua causa, não alimente o ódio.
Por favor, gentileza gera gentileza. Obrigado!
Os Erros são teus, assuma-os. Os Acertos Também são teus, divida-os.
Ser forte não é apanhar todo dia, nem bater de vez em quando, é perdoar e pedir perdão, sempre.
Tenho más notícias: quando o bicho pegar, você vai estar sozinho. Não cultive multidões.
Qual a tua verdade ? Qual a tua mentira? Teu travesseiro vai te dizer. Prepare-se!
Se quiser realmente saber se está bonito ou bonita, pergunte aos teus inimigos, nesta hora eles serão honestos.
Quando estiver fazendo planos, não esqueça de avisar aos teus pés, são eles que caminham.Se vai pular sete ondinhas, recomendo que mergulhe de cabeça.
Muito amor, mas raiva é fundamental.
Quando não tiver palavras belas, improvise. Diga a verdade.
As Manhãs de sol são lindas, mas é preciso trabalhar também nos dias de chuva.
Abra os braços. Segure na mão de quem está na frente e puxe a mão de quem estiver atrás.
Não confunda briga com luta. Briga tem hora para acabar, a luta é para uma vida inteira.
O Ano novo tem cara de gente boa, mas não acredite nele. Acredite em você.
Feliz todo dia!
Coração em chamas,
Sérgio Vaz
Colecionador de pedras"

Afinal quem é ele?

Respondendo a pergunta do Daniel, toda vez que falo sobre um "ele" misterioso e sem nome aqui no blog trata-se dele.

Já revelado neste post: Palestra dele

Ele viaja a trabalho 2

Hoje ele se foi, mas volta. Estava tão cedo que a chuva lá fora me pedia para continuar aconchegada no cobertor.
Ele se foi sem despertador. Liguei para acordá-lo as 5h30.
Jurei para mim mesma que apesar dos olhos fechados eu levantaria em 5 minutos. Passou mais de uma hora quando olhei para o relógio de novo. Liguei para ele. Já estava lá organizando tudo para viajar com os alunos. Disse que eu não precisava ir, que ficaria feliz mas me liberou para continuar dormindo. Ele tem um jeito na voz, um desprendimento, que me deixou tão livre para ficar que quase acreditei que para ele não fazia a mínima diferença a minha presença. Podia ter ficado, mas temi me arrepender. E depois a saudade?

Levantei rápido, escovei os dentes, me vesti e peguei só o celular. Acho que não usei nem 5 minutos para fazer tudo e outros 5 para chegar lá. Ver os olhos dele brilharem e um sorriso maroto me receberem com um abraço valeu a pena. Confirmei a negativa do que tinha imaginado, sim, a minha presença fez toda a diferença. Ele ficou muito feliz em me ver!

Esperei até o carro sair com o técnico e os atletas em direção a São Paulo, onde pegariam o ônibus fretado para Sertãozinho. Depois voltei para casa para tomar banho e me arrumar para o trabalho.

"Mais pequeno"?

Será Marcos Uchôa que na narração da abertura da Olimpíada, na transmissão da Rede Globo, disse "mais pequeno"? Você ouviu?

Saída dos atletas mirins

Acordei mais cedo e saí de casa bem antes que de costume para conferir a saída dos atletas mirins do Colégio Progresso Centro. Vão representar Guarulhos no campeonato estadual de futsal em Sertãozinho. Muitos estão viajando pela primeira vez sem os pais. Tem no máximo 13 anos.

Se vencerem vão representar o Estado de São Paulo em Brasília, sob a liderança do técnico e professor Eduardo Vela.

Abertura da Olimpíada

O mundo aguarda a abertura da Olimpíada de Pequim. Um espetáculo cujo os gastos atingem a cifra de 100 milhões de dólares.

7 de ago de 2008

A Borboleta e a Pedra (logo mais)

Ontem pela manhã tive muitas inspirações. Escrevi os manifestos no blog e depois escrevi à mão uma historinha que provavelmente vai se tornar um livro infantil.
Assim que der vou transcrever aqui.
Trata-se de uma borboleta colorida e de uma pedra de suferfície endurecida, aliás, como toda pedra.
Para mim a história tem um significado todo especial, fala de uma situação da minha vida, mas a magia é que pode ter outras interpretações... Depende do leitor.

Belas Imagens

Minha irmã Andreza me enviou esse link. Parece que está tudo retocado no Photoshop, mas mesmo assim... Que imagens lindas!

Dicas

Vou escrever para uma revista uma matéria com "dicas para economizar". Quem quiser me dar alguma dica para escrever a matéria favor deixar nos comentários.

Sinais de Leitura

Recebi tantos comentários especiais...
Obrigada Daniel, Renata, Aline Alves e Idylla.
Cadinho Roco escreveu palavras que reproduzo aqui:

"Diante do seu encanto corri em busca do meu batimento cardíaco totalmente disparado em pista conferida por olhar castanho cabelos ao longo de sorriso cativante. Os minutos, estes tornaram-se perdidos, saí do tempo e fui ser fotografia."

Alguém que consegue ser tão poético em um mero comentário que dirá no próprio blog.
Retribuirei a visita.

Beijos de luz a você que me lê agora e a todos que escrevem sempre e me deixam sinais...

6 de ago de 2008

Relatório de Treino

Ontem corri 39min com a média de frequência cardíaca por minuto em 150.
Hoje fiz um treino mais leve para intercalar, 31 min com 130 batimentos por minuto de média.

Sem escola?

O blog da Família Shurman traz esse post relevante para uma reflexão sobre a Educação no Brasil.

Manifesto de uma Professora

Neste texto imaginei uma professora, uma mulher, apaixonada pelo que faz, sem o compromisso de crescer além da própria sala de aula. Que se contenta em ser notável para aquela classe de alunos e que sabe que mudará o mundo, ainda que mudando apenas aqueles poucos que passarem por ela. Porque quem muda o mínimo que seja, mudou o mundo. O mundo não é o mesmo quando algo mudou, ainda que minimamente.

Manisfesto de uma professora
Não chamem de batalha meu ofício
Não digam dele que há esforço
Pois o faço com tanta renúncia e com tanto amor
Que nem a mais bela das poesias
pode me trazer a mesma alegria
que encontro no trabalho.

Não façam dele um fardo,
Não queiram me dizer que sofro,
Porque amo.
Quem ama não lamenta,
Não abaixa a cabeça diante do destino.
Não se arrepende do feito de amor
E quer fazer outro, e outro e outro.

Não me incluam nesses sem coragem,
Nesses fracos e oprimidos
Porque temo me tornar assim em um futuro próximo,
Se o continuarem falando de mim.

Não me permitam fraquejar
Porque há sonho pendurado nas paredes da escola.

É muito fácil amar os despenteados,
os cabelos longos, arrepiados,
as tatuagens roxas que não deviam estar ali.

É muito fácil querer levá-los para casa,
dar banho, comida, ternura...

Ao invés disso os ensino a escrever
Na esperança de que possam
Escolher as letras e palavras certas
Para escreverem em linhas mais retas
A história de suas próprias vidas.

Aline Ahmad***

Manifesto de um Professor

Este é um outro texto que escrevi me colocando no corpo de um professor que deixa a sua escola de periferia. Não é exatamente uma despedida, mas um até logo, de quem pretende alçar vôos mais altos na profissão para seguir de uma outra forma e voltar, quem sabe, podendo ajudar ainda mais. O professor é humano, se redime, se liberta na esperança de ser salvo. E pretende, com a própria salvação de si mesmo, salvar outros em um futuro próximo.

Manifesto de um professor
Hoje, quando virar meu rosto, sei dos rostos que ficam me esperando voltar.
Hoje, quando virar a esquina sei que deixo para tras o menino e a menina me pedindo bola p'ra jogar.
Hoje, sei que não sou mais o moço de esperanças sobre o que a boa educação pode realizar.
Perdi parte de mim no caminho.
Penso se o capitalismo me venceu ou se me faltou vontade de lutar.
Lembro das promessas que carrego no peito.
De querer um mundo mais justo, mais direito.
Promessas sem resposta.
Pedidos sem presentes.
Súplicas no olhar...

É isso que guardo na memória,
Ao lado do meu sonho adormecido.
Não o abandono.
Não o deixo.
Mesmo em meu momento mais covarde.
Mesmo em minha tristeza mais profunda.
Há um sonho caminhando ao meu lado.
E ele dorme.
Como se ignorasse o que passo.
Como se não visse o esforço que faço.
Fica lá.
Às vezes acorda e me olha, pelo canto do olhar.
Se tivesse rosto seria um rosto de criança.
[A esperança que não morre].
Se tivesse vida teria a alma de um professor.
[A batalha que recomeça a cada aula]
Alguém que se despede resgatando a coragem e vontade de voltar.
O sonho não acabou.
A criança-sonho apenas dorme.
Está VIVA!
Ainda que os olhares que suplicam fiquem só,
Virão outros.

Minha batalha continua de uma outra forma.
Não se trata mais de emprego, ou trabalho,
Agora é um legado, uma missão.
Encontro-me com a minha vocação indelével.

Quem é professor uma única vez o será para sempre,
Enquanto houver vontade de ser aprendiz...
Por tudo que aprendi aqui, obrigado!

Obrigado, pelas lições que me marcaram,
Pelas vidas que ficaram,
Pelos tardes de sol na cabeça que me bronzeavam a pele,
Pela estrutura que faltava,
Pela vontade que sobrava,
Pela laço que nos unia,
Pelo pensamento que compartilhávamos,
Pelos eventos, pelas danças,
Pela música tocando na quadra,
Pela merenda dos alunos,
Pelo professor carente de abraço,
Pelo estudante que sorri um sorriso faltando dente,
Pela coreografia, pelos campeonatos,
Pelos muitos semblantes de quem não vê banho há muito tempo,
Pelo cheiro do suor porque desodorante é luxo,
Pela entrega,
Pelo sangue misturado ao recomeçar sempre,
Pela proteção do traficante que valoriza quem somos,
Pela bala perdida que não perfurou aqueles que vieram para aula,
Pelos que sobraram,
Pelos que restam,
Pelos que ficam,
Fico com eles,
Ainda que meu corpo se vá quando virar a esquina.
Fico com eles,
Ainda que meu rosto se vire,
Para esconder minhas lágrimas.

Aline Ahmad***


5 de ago de 2008

Escondida no olhar

Hoje ele me pediu para escrever uma carta por ele. Abandonou um dos sonhos. Agora não é mais professor de escola de periferia. Não é mais funcionário público. Pela primeira vez na vida profissional. Sente-se abandonando os olhares que suplicam afeto, educação, atenção, para atender olhares de uma elite que paga melhor.

Uma das delícias de ser escritora é experimentar na pele do outro a vida que não se vive. Escrito em minhas palavras um poema que não é minha vida:

Tenho uma lágrima escondida no olhar.
Uma gota cristalina de dor pelo que não realizei.

Tenho uma música pronta a soar na voz
Uma promessa divina de uma esperança que ainda existe.

Este não é o fim de um começo qualquer,
Há destino diante de mim.

Este é o fim daquele início
Que recomeça sempre, enquanto guardar a esperança
E não deixar cair a lágrima escondida em meu olhar.

Blogs Famosos

Aqui há um ranking de blogs por número de visitações.
Será que um dia apareço por lá?

Blog de famosos, interessa?

O Querido Leitor divulgou uma lista de blog de famosos. Se alguém tiver curiosidade.

Orquestra dos Meninos

Adoro filmes inspirados em professores e que mostram um pouco da realidade escolar. Se for baseado em fatos reais, melhor ainda.

Espero que Orquestra dos Meninos seja um sucesso!

Últimos dias de viagem

A visão foi tão mágica que precisamos de alguns segundos apenas observando, na tentativa de fazer o corpo se acostumar com tanta beleza deslumbrando o olhar. Foi em vão... A gente jamais se acostuma com a natureza, tem sempre algo novo, a estréia eterna que faz com que cada pôr-do-sol seja único.

Já tinha anoitecido e descemos o morro de carro para jantar. Em um feriado conhecemos um restaurante japonês em Itaguá (Sushi Ya Sun) que havia nos deixado vontade de voltar. Lá, entre poucas mesas, há apenas uma em que é possível acomodar-se em almofadas no chão para degustar deliciosos sushis. Em especial o hot roll, o melhor que já comi, vem para a mesa tão quente que chega a queimar a boca. Neste dia fomos os últimos a ser atendidos, em seguida o restaurante fechou. O shushiman é muito talentoso, não deixa nada a dever aos melhores sushis de São Paulo.

O sábado, 26/07/08
Acordar naquele lugar é uma experiência merecida para qualquer alma. A paisagem fica ainda mais linda com o azul do céu contrastando com o azul do mar. Olharmos de longe, do alto, é como ter uma parcela da visão de Deus sobre os "mortais". Como se a vida acontecesse lá embaixo enquanto estivéssemos suspensos, além da vida, transcendendo os acontecimentos.
O café da manhã é servido um andar acima em uma sala de vidro. Mamão, pães, queijo, suco... Daniela, a dona do espaço, sempre separa um pedaço de mamão para os pássaros virem comer na varanda. Ouvindo o canto deles nos alimentamos para seguir o dia no paraíso.

O Du me levou para conhecer algumas praias e se martirizou ao observar ondas prontas para o surf. Só quem já ficou em pé sobre uma prancha no mar sabe o que significa perder um único dia sem esse deleite. Sou ainda aprendiz, não sinto a falta que ele sente de vivenciar esse ritual de "fazer amor" com as ondas, pela tamanha comunhão com a natureza que o esporte proporciona.

Em um cruzamento da estrada, entre uma praia e outra, ele viu ao longe o semblante dela, no carro que esperava para entrar em nossa pista. Ela é a amiga de quem tanto já tinha ouvido falar. A sua melhor amiga que foi morar na Espanha. Anos de amizade durante a faculdade. E o último encontro tinha sido justamente no dia em que saiu comigo pela primeira vez. Despediu-se dela rapidamente enquanto contava os detalhes sobre o término de um namoro e teve no encontro comigo uma das noites mais estreladas da vida. Conversamos naquele dia sob um céu de estrelas ocultas iluminados por uma lua clara. Mas isso é assunto para uma outra história. O fato é que tinha visto a amiga, Karina, logo ali. Anos depois. Tanto tempo sem vê-la.

"- Vamos seguir e tentar falar com ela!", falei logo. Ele abriu passagem e a seguimos por alguns quilômetros tentando chamar a atenção buzinando. Só quando fizemos tchau e ela enxergou pelo retrovisor é que emparelhamos e ela viu o amigo. Parou o carro, abraçou-o com força e me disse o quanto o ama. Salientando que é o único amigo homem que ela tem. Falei que dele também ela é única amiga mulher, pelo menos com esse nível de intimidade, para sorte minha. Combinamos um encontro mais tarde.

Acabamos indo, eu e ele, para o Félix tomar um pouco de Sol. Ventava. Coloquei a camiseta de manga comprida para me esquentar. Fiquei ouvindo o mar, conversando, olhando as pessoas que passavam. Ele ficou ao meu lado e se lamentou algumas vezes vendo os surfistas aproveitarem aquelas ondas sendo quase egoístas. A mesma onda não volta. Para cada surfista cada onda é um objeto exclusivo. Nunca será a mesma. A onda que se quebrou na areia não volta mais...

Almoçamos em um restaurante chamado Peixe com Banana. Já era bem tarde, final de tarde para ser mais exata, então nos recolhemos naquele pedaço de paraíso, no morro.

Saímos com o céu escuro e o tempo frio invadindo a região. Fomos para um pub que não me lembro o nome. Brindamos com vinho ao som de música ao vivo sob uma árvore na parte externa do lugar.

Quando estávamos para ir embora lembramos da Karina. Ela já devia estar indo dormir, mas concordou em nos encontrar. Precisavam colocar o assunto em dia. Fomos para um bar de poucas pessoas. Algumas jogavam bilhar. Lá nos estendemos pela madrugada como se não quiséssemos que aquele instante tivesse fim. O tempo passou enquanto estávamos rindo e contando histórias, inclusive a de como eu e o Du nos conhecemos. Karina ouvia. Também nos falou da Espanha e de tudo que viveu no velho mundo. Fomos embora embriagados de alegria... É, a alegria às vezes embriaga.

Domingo
Já começava a clarear o dia quando fomos dormir, pouco antes das 6h da manhã. Levantamos às 10h para o café. Voltamos o dormir. O dia lá fora por mais lindo que estivesse não era suficiente para vencer uma certa dor na cabeça. Evidência de quem tinha exagerado um pouco...

Depois de três horas e meia de viagem chegamos em casa. Já estávamos com saudade. Por mais paradisíaca que seja a viagem vai entender o que tem a nossa cama, que mantemos pela vida essa imensa vontade de voltar para ela...

Pergunta que não quer calar

Será que são as poesias,
será que é a prosa,
ou é de mim que você gosta
quando vem me visitar?

4 de ago de 2008

Veneno

Sou tão pequena
Que minha voz fica serena
E meu timbre se aveluda
Quando falo com você

Sou tão pequena
Q' em meu olhar escondo a cena
E meu olho se desnuda
Quando olho p'ra você

Sou tão pequena
Que meu corpo todo acena
E minha alma fica muda
Quando encontro com você

Sou tão pequena
Que uma gota de você,
Me envenena.

Aline Ahmad***

Você pode dormir essa noite?

Você pode dormir essa noite,
Mesmo que a noite não durma?

E pode sonhar essa noite,
Mesmo que a noite não sonhe?

E pode me encontrar essa noite,
Mesmo que a noite não [me] encontre
momento ou hora para o anoitecer de nós dois?

Então, feche os olhos e sonhe com o nosso encontro...
Antes que a noite o faça dormir!

Aline Ahmad***

Dilema Moral

Enquanto na política as pessoas se vendem em troca de cargos e dinheiro na favela é preciso se vender para o tráfico em troca de ter a própria vida. Sem dignidade, mas vivo. No caso dos políticos é "sem dignidade, mas rico".

Não quero generalizar. Digamos que seja o que aconteça na maior parte dos casos. Ainda tenho esperança de almas honestas seja na favela ou na política. O problema é quando a honestidade se contrapõe a vida... Não garanto que continuaria honesta se isso me custasse a minha própria vida... (Por isso chorei tanto assistindo ao filme "Era uma Vez...". Em filmes de Hollywood choro porque aqueles romances não existem. Neste filme chorei por aquela tragédia existe).

Na coluna de Contardo Calligaris na Follha de S. Paulo, na quinta passada, ele expôs um dilema moral do filme "Batman - O cavaleiro das trevas". Ainda não assisti, mas mesmo assim tentarei descrever em minhas palavras.

Dois navios, cada um com 200 passageiros. Ambos com material explosivo que será acionado em determinado horário. A única forma de se salvar é explodir o navio oposto antes do horário. Para viver é preciso matar os passageiros do outro navio. Para continuar digno e inocente os dois navios são explodidos e todos morrem, e ainda corre-se o risco de ser morrer por uma explosão acionada pelo outro navio. Fica a pergunta: Você prefere morrer inocente ou viver assassino?

Morgan Freeman

Puxa, Morgan Freeman sofreu um acidente de carro e seu estado de saúde é grave.

Embora a notícia seja desagradável lembrei que quero muito assistir ao filme Banquete de Amor. Tinha me esquecido.

Às vezes leio críticas ou assisto a traillers de filmes que me tocam depois eles se perdem na minha memória. Sei que por conta disso, é inevitável, já deixei de assistir a filmes indispensáveis que jamais saberei ao certo que significado teriam em minha vida.

Sabina Escola Parque do Conhecimento

Estou encantada com a proposta deste Parque de Santo André. Quero levar os alunos do Progresso para lá.

Proposta da Rosana Hermann

Vou copiar o texto de hoje da Rosana Hermann no Querido Leitor:

"Proposta

Veja se você consegue.
Ficar 24 horas sem reclamar de tudo e sem ser agressivo. Nem irônico. Nem cínico.
Não precisa ser bonzinho, delicado. Não estamos falando de extremos.
Tente ser correto, justo, ponderado. Por um dia.
Só para meditar que reclamar, vicia. E que como um vício leva a outro, da reclamação vamos todos para a agressão.
Tente recuar e voltar a parar para pensar. Antes de falar, antes de julgar, antes de escrever.
Tente buscar em você o que realmente é sua essência.
Veja o que você se tornou.
Veja em que você se transformou.
Em geral os desequilibrios acontecem porque a pessoa que você é pode não ser a pessoa que você quer ser e nem a pessoa que você quer parecer.
Tente aceitar a proposta. Mesmo sabendo que ninguém gosta de olhar para si mesmo com olhos de mudança. Mas é que viver só entre queixas e agressões, cansa."

3 de ago de 2008

Noite de Sexta - 25/07/2008

Saímos da Almada com um aperto no coração. Era lá que queríamos ficar...
Fomos parando em alguns lugares da estrada. Conhecemos pousadas bacanas. uma estava lotada, outra ninguém apareceu para nos atender até que chegamos em Ubatuba e o Du teve a idéia de subir o morro do Itaguá. Já estava escuro, ele não conhecia bem aquele caminho, estrada de terra, mas suspeitava que houvesse uma pousada por ali. Tinha uma pequena placa que indicava e paramos em frente uma casa. Perguntamos um ao outro se seria ali o local. Estávamos em dúvida se era uma casa e um homem saiu na porta.

- Estamos procurando um lugar para dormir.

O homem respondeu que tinham acomodação e nos convidou a conhecer. Assim que descemos do carro atravessamos a lateral da casa e ao fundo nos deparamos com uma vista maravilhosa em que as luzes da beira da praia se confundiam com um céu estrelado. A porta da acomodação era de vidro, logo de frente para essa paisagem incrível e iluminada entre a natureza de plantas e flores ao redor. Ficamos extasiados em encontrar aquele paradeiro: Pousada Ubatuba do Alto

Aquela visão foi tão mágica que...
(continua depois)

Vereador sem teto

Hoje fui à feira acompanhar a família. Deu a louca e todo mundo resolveu ir comer pastel.
Na barraca do caldo de cana tinha um banner com foto de um vereador, para minha surpresa se tratava do homem simples que nos servia. Na foto ele estava bem trajado, penteado, mas pessoalmente era notável que tinha poucos dentes na boca, talvez apenas 4 ou 5. Perguntei: "É você o vereador?" ele assentiu e acrescentou que que está fazendo toda a campanha sozinho, sem ajuda de ninguém, tudo do próprio bolso, e ainda que não aceita ajuda em troca de favor, quer chegar ao poder sozinho. Até cogitei votar nele, por sua simplicidade, gosto das pessoas simples. Quis saber seus planos como vereador e ele respondeu:
"Projeto todo mundo tem, fazer que é bom ninguém faz".
Eu estava entendendo isso como uma justificativa por não ter projeto algum. Mas em seguida ele continuou: "Quero ajudar os moradores de rua, porque moro na rua há 35 anos!" Fiquei impressionada e brinquei duvidando que fosse verdade. Ele fez questão de dizer a rua que dorme todos os dias. É perto da minha casa.

Talvez eu já tenha chorado ao vê-lo dormir...

2 de ago de 2008

Che Guevara

Hoje encontrei esse trecho de um discurso de Che Guevara aos jovens:

"Os jovens... e eu me vejo como um... nós precisamos estudar e estudar pesado. Nós não devemos dizer que meus olhos ardem ou que eu não gosto de ler, que eu fico cansado, que não há óculos, que eu tenho muita vigia, que as crianças não me deixam dormir... Todas essas coisas que as pessoas levantam. Nós precisamos estudar por todos os meios."

Pensei em adesivar os dizeres em alguma parede do colégio. Faltam referências aos jovens.

*fonte

1 de ago de 2008

Discurso histórico

Vejo o mundo torcer por Barack Obama e isso me toca.
Não sou grande conhecedora política, minha opinião não é motivada pela razão, mas pela emoção em ver este homem comover o planeta.
Hoje uma matéria do Jornal Nacional mostrou alguns manifestantes que cobravam de Obama atitudes favoráveis a comunidade negra. Lembrei-me de outra matéria que assisti há poucos dias e que considero memorável.

Barack Obama discursa para 200 mil pessoas em Berlim.

P.S.: Além de tudo ele é um orador incrível, uma voz, uma expressão verbal... Invejável!

Degustação

Aline Alves é uma doce leitora deste blog. O blog dela está entre os meus blogs de amigos.

Recentemente criou um outro blog suculento com alguns amigos, o Prato de Hoje, todo alusivo a delícias alimentícias. Vale a pena degustar!

Coisas que iluminam o dia

Recebi há pouco:

"Oi Aline, visitei sua página e fiquei encantada (...) vc não me conhece eu trabalhei c/ sua mãe no colégio João Crispiniano em 1990, sempre fui fã de sua mãe adorava escutar ela contar da sua paixão a família suas 3 menininhas na época tão pequenas e do seu pai, sempre tão apaixonada seus olhos brilhavam quando falava dele, assisti um programa um dia desses, e vi que ela continua a mesma apaixonada de sempre, não sei se ela vai lembrar de mim, eu estava grávida na época e ela sempre me dava carona, mande um grande beijo p/ ela, e quanto a vc, parabéns, além de ser uma linda mulher é muito inteligente, adorei ler suas histórias de Paraty, amo aquele lugar estive lá tb em julho.bjs"

Li a mensagem para minha mãe, depois para o meu pai. Ele ficou todo orgulhoso e feliz, vangloriou-se emocionado por ter uma mulher que sempre o valorizou diante dos outros.

Existe uma linda história de romance em minha família.

P.S.: Muito obrigad apor sua mensagem, Fátima!

Contos curtos, talento longo

Através do blog Querido Leitor soube deste site.
Achei a idéia de Samir Mesquita incrível!
Contos curtos de um talento longo.

Frase de hoje

Rosana Hermann indicou essa frase:

"O que a lagarta chama de fim do mundo, o Mestre chama de borboleta."

*veio escrita em um e-mail de Rosana Cumpri.

Triste instante

O mundo padece enquanto escrevo poesias,

Por isso lágrimas me acompanham...

(Não posso mais)

Não posso mais

Hoje tive uma crise de choro.

Ontem ao voltar do cinema vi duas pessoas dormindo na rua. Na minha rua.
Eu não estou conseguindo mais viver nesse mundo sem ter umas catarses emocionais.

A TV mostrou um homem colocando a arma na cabeça de uma mulher grávida. Minha mãe falou: "Terminou tudo bem, mataram o homem!"*

Eu não estou conseguindo viver em um mundo em que tudo está bem e um ser humano morreu. Isso se tornou natural. Não questiono o que aconteceu no sentido de que tudo realmente acabou merecidamente bem para a mulher grávida, graças a Deus ela foi poupada. É que para mim a morte de todo ser humano é uma perda...

Questiono a minha vida. Eu me revolto. Acho que sou uma "patricinha" que não tem feito nada...

Não consigo expressar minha indignação sem sentir-me intensamente fútil, vazia.

Palavras ao vento enquanto meu sentimento derrama lágrimas apáticas.
_________________________
*Atualização: Foi noticiado mais tarde que o homem atirou na própria cabeça.

Blog de estilo

Hoje de manhã fui abordada pela professora de moda do colégio, a estilosa e linda Juliana. Ela me contou que uma amiga indicou um blog e quando ela foi olhar era o meu. Agora ficou viciada.

Ju, obrigada pela visita! Fiquei feliz em saber. Continue acompanhando, viu!

Era uma vez...

Voltei do cinema quase agora, sem fôlego. Chorei tanto. Preciso pensar e escrever sobre o assunto com mais calma amanhã. Amei o filme "Era uma vez"!
Boa noite!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...