Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

28 de mai de 2010

Colméia

Se o amor fosse uma abelha o pólen seria o ser amado e o relacionamento seria o mel. Tão mais doce seria...

Guarde

Meus segredos de amor eu não consigo guardar, quando os digo é para que os guarde contigo.

27 de mai de 2010

Continuidade permanente

Como é que eu posso viver, sorrir, amar, se ele não existe mais?
Talvez seja porque ele existe.

Meu pai continua em mim.

26 de mai de 2010

20 de mai de 2010

Não é bem assim...

Confiança é coisa rara.
Eu não sei se algum dia deixou de ser...
Todo mundo conta nos dedos as pessoas com quem pode contar, em quem confiar.
E parece que o tempo faz a lista diminuir.
É como se envelhecer fosse comprovar que não era bem assim como a gente tinha pensado antes. Aquela pessoa da lista não é assim tão confiável, ou não merece o crédito que a gente tinha dado. Nessas horas a gente se sente muito só. Não há no que se apegar. Quem entenderia, não nos entende mais. Quem nos "atenderia", não nos atende mais. E viver é mesmo uma solidão profunda, ainda que exista tanta gente em volta. A mais verdadeira constatação é que mesmo bem acompanhado a gente vive só.
Pode ser muito triste, mas ser só também implica a liberdade de ser inteiro, completo.

Ver o outro e saber que ele também está sozinho é descoberta sábia. As diferenças podem até segregar, mas no fim das contas somos todos semelhantes. Mesmo sozinhos, entre iguais, igualmente sozinhos, é como se a própria solidão nos unisse. Ninguém é só, porque se vive o que o outro vive, cada um à sua maneira.

19 de mai de 2010

Ânsia de palavras

Sempre tive muito a dizer.
Uma ânsia imensa de ser explicada em palavras.
Sempre tive muito a ouvir, a ler, pegar o significado expresso de qualquer sentimento.

Sempre quis ouvir: "Eu te amo!", "Quer ser minha namorada?" e rejeitei silêncios belos que a mim soaram como ausências do que dizer.

Queria os silêncios preenchidos com as palavras certas.
Queria os silêncios enriquecidos pelo som de palavras.
Pela música delas.
No expressar dos sentimentos que me eram ausentes.

Depois percebi, que quando estão presentes eles, os sentimentos, elas, as palavras pouco importam...

14 de mai de 2010

Vida

O final de semana vem chegando. Mais um.
Mais uma semana que passou voando.
Eu tenho escrito muito menos do que gostaria, muito menos do que deveria.
Escrever é fazer viver fora de mim o que vive dentro de mim.

12 de mai de 2010

Twitter

Tem vezes que não escrevo aqui mas consigo postar frases no twitter.
Isso é um convite: www.twitter.com/byaline
Se preferir acompanhe pelo blog no canto direito superior ou clique no link abaixo da foto.

11 de mai de 2010

Presente

Estar presente, marcar presença, é o que pretendo.
Estou aqui, sempre estou.
Deve ter sido meu maior intervalo desde o inicio do blog, muito porque sou mais exigente comigo. Eu me cobro declarações que mereçam a menção. Cobrança pode ser uma prisão para as palavras...
Por isso quero me permitir ser livre para compartilhar tudo, sem critério.

Acompanhe-me também no twitter: www.twitter.com/byaline
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...