Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

26 de fev de 2010

Cada rosto um templo


Meu amor, Paulo, está na Índia conhecendo o país. Entre tantos templos que tem visitado ele sempre se atenta para fotografar faces.
Cada rosto humano é um templo ambulante, alheio ao entendimento.

Distante e perto

Você tão distante de mim,
Você tão perto de mim.
Distante por fora
Ao lado por dentro.
Distante agora,
Unidos pelo centro.
Você me namora
Amor mais leve que o vento...

25 de fev de 2010

Você não está....

Olho você, mas não é você quem vejo.
Só uma foto.
Procuro você, mas não é você que encontro
Busco você, mas não é você que vem.
É sua ausência.
E de tanto esperar você, meu bem.
Eu me perco. Sem perde-lo...
E ganho voce, sem te-lo...

Ausência de palavra

Tenho aberto esta página em branco e por minutos espero palavras que gostaria de dizer.
Tenho ameaçado revelar-me, embora não esteja escondendo.
Tenho almejado compartilhar-me e tudo em mim quer falar.
Ainda assim me calo. Não por vontade própria. Mas por ausência de saber o que dizer.

24 de fev de 2010

Subtrair o que não serve

Eu estava na academia em um aparelho que simula a subida de uma escada tentando ler um livro para passar o tempo. Ali, diante do livro, no esforço de pernas que subiam e desciam, entre os suspiros do cansaço eu tive uma inspiração. Sim, a inspiração veio do livro, presente da Alzira.

Há a citação de Tao-Te-Ching:
"Na busca do conhecimento a cada dia se soma uma coisa. Na busca da sabedoria a cada dia se diminui uma coisa."

De T. S. Elliot:
"Onde está a sabedoria que perdemos no conhecimento?"

Depois disso fiquei tentando me lembrar onde li que os piores são os semi-cultos. Pensam que são cultos e na verdade não o são. Por isso manifestam a arrogância. Os incultos são belos, com a sabedoria da simplicade são capazes de encantar. Os sábios são também simples, humildes. Difíceis são os semi-cultos que julgam saber tudo. Desses é melhor manter distância. Eles vivem da soma. Somam informações sem subtrair arestas inúteis. Passam a orgulhar-se das arestas inúteis. Os sábios sabem subtrair. O conhecimento adquirido é leve, porque reconhecem que todo conhecimento é sempre pouco e para tê-lo em plenitude é preciso desapegar-se do que não serve. Não é o que sabem que os torna sábios, é a consciência do que não sabem. Com esses é delicioso estar, conversar, viver...

Com os incultos também. Bastam algumas palavras para que eles se abram ( e essa abertura inclui o sorriso, o ombro e o coração). Eles acreditam que não sabem nada, por isso sabem TUDO.

Sob o céu da Índia

Meu amor, Paulo Campregher, está fazendo uma incrível viagem pela Índia. Ele criou um blog especialmente para relatar os acontecimentos, compartilhar suas impressões e postar fotos das pessoas e dos lugares mais exóticos.
É só acessar Sob o céu da Índia e acompanhar tudo.
Detalhe: o nome do blog foi sugestão minha.

23 de fev de 2010

Transpiração

O ócio deve ser mais criativo...
Quanto mais ocupada eu fico mais dificuldade eu tenho para escrever.
A inspiração foge do corpo que transpira.

17 de fev de 2010

Gêmeas separadas no nascimento?







Achei incrível como a Demi Lovato parece a minha irmã Adelita Ahmad. O que você acha?



Tudo que vive, vive só

E aquelas palavras eu não queria dividir com mais ninguém a não ser ele. Mas ele se recusava, se esquivava. A recusa era inconsciente, mas nitidamente uma recusa. Por isso fiquei só por um instante. Durou a eternidade de um segundo. No próximo segundo percebi que estive sempre só, mesmo sem saber. (17:25 - 31/01/2010)

14 de fev de 2010

Carência

Às vezes faz falta um abraço apertado
O rosto colado
Um beijo de amor

Para ter certeza que o sonho existe
Que o sentimento persiste
Que no peito ainda pulsa
O início propulsor

Que fez o coração abrir
Fez a dor sair
Para dar lugar
P'ra você entrar...

Depois se quiser ir,
Se quiser ficar...
Não importa
Só não bata a porta
Para não me machucar.

Deixe a porta aberta
P'ra pessoa certa
Que ainda vai chegar

Carnaval em casa

Não viajei neste carnaval e confesso que estou adorando a cidade vazia, sem trânsito...
Ontem fui a uma exposição na Caixa Cultural, na Praça da Sé, depois assisti pela segunda vez a peça "A Alma Imoral". Adoro!

A peça já começa mais ou menos assim:

"Aquele que não vê, não sabe o que não vê. Aquele que vê, se percebe que o que vê não é o que é, passa a ver aquilo que não vê."

"O cavalo que não se sabe cavalo, é um cavalo. O macaco que não se sabe macaco, é um macaco. O ser humano que não se sabe humano, não é um ser humano. Pode ser um cavalo, um macaco..." (risos)

11 de fev de 2010

Importa?

Dia desses eu resolvi escrever só quando tivesse algo de importante para dizer (salvo esta exceção)... Logo passa. E eu passarei novemente a escrever até o que não acho importante.

9 de fev de 2010

Para se relacionar melhor:

Homens e mulheres são tão diferentes...
O homem gosta de apontar, de julgar, de dizer, qualquer verdade dura. Foi sempre assim que fizeram com ele. A mulher gosta de poupar, de amenizar, de omitir, qualquer verdade dura. Foi sempre assim que fizeram com ela.
Mas então chega um homem e diz a esta mulher uma verdade dura e isso soa como desamor. Porque ela omite dele as verdades duras, como uma forma de amor.
Se acaso ele souber que ela omite verdades duras sobre a personalidade dele, ele pode considerar desamor. Para o homem os defeitos devem ser apontados, ditos, mesmo em tom de brincadeira. Não são agressão, são oportunidade de mudança, de evolução.
Para a mulher qualquer coisa que não seja afeto e ternura pode soar como agressão. Pode sentir-se injustiçada por preservar tanto o outro e sentir-se tão pouco preservada e poupada de críticas que não levam a nada.

Ambas atitudes acabam não sendo eficazes. Quero dizer que a omissão ou exposição de uma falha não causa, necessariamente, aprendizado e crescimento. O esperado de um companheiro é uma mão, um horizonte, algo que indique ou leve a um caminho a seguir. Algumas pessoas chegam a isso através da crítica. A força propulsora que as move é a da revolta. Outras alcançam objetivos porque são elogiadas, acreditadas - creio ser a maioria. Olhar para um espelho cujo reflexo é uma imagem indesejada paraliza, além de ferir.

O que leva a um outro lugar, mais adiante, é o estímulo, a motivação e a esperança de que nas nossas fraquezas ou falhas, quando desistirmos de acreditar que somos capazes, alguém, ainda assim, acreditará em nós.
.
Às vezes eu não acredito em mim. Pode ser raramente mas, como qualquer ser humano, eu me sinto incapaz, fraca, incompetente em diversas situações. Isso acontece, por exemplo, enquanto passo por problemas, ou quando penetra sobre mim o olhar de descrédito de alguém que eu amo.

Há pouco tempo decidi que minhas inseguranças seriam minha maior força. É por confessá-las - como faço agora - por sabê-las, por assumi-las, que elas diminuem. Pela coragem de dize-las, de expor essas verdades é que cresço.

Cada um vive do seu jeito e quanto mais reconhecermos que não devemos esperar do outro o que ele não pode nos dar, justamente por não ser perfeito, tal qual não somos também, e quanto mais se olhar para a própria vida com o amor que só nós mesmos podemos depositar nela, mais as dificuldades vão sumir para fazerem reverberar as soluções.

8 de fev de 2010

Intervalo

Às vezes há um intervalo de idéias. Eu não quero escrever banalidades aqui. Pelo menos não hoje.

O que vale mencionar é que estou encantada com a leitura de "A insustentável leveza do ser" de Milan Kundera. Que livro mágico!

5 de fev de 2010

A Perfeição de Deus

Recebi esse texto por e-mail. Não sei da autoria, nem da veracidade, mas gostei:

No Brooklyn, Nova Iorque, Chush é uma escola que se dedica ao ensino de crianças especiais.. Algumas crianças ali permanecem por toda a vida escolar, enquanto outras podem ser encaminhadas para uma escola comum..
Num jantar beneficente de Chush, o pai de uma criança fez um discurso que nunca mais seria esquecido pelos que ali estavam presentes.
Depois de elogiar a escola e seu dedicado pessoal, perguntou:
- Onde está a perfeição no meu filho Pedro, se tudo o que DEUS faz é feito com perfeição? Meu filho não pode entender as coisas como outras crianças entendem. Meu filho não se pode lembrar de fatos e números como as outras crianças. Então, onde está a perfeição de Deus?
Todos ficaram chocados com a pergunta e com o sofrimento daquele pai, mas ele continuou:
- Acredito que quando Deus traz uma criança especial ao mundo, a perfeição que Ele busca está no modo como as pessoas reagem diante desta criança…
Então ele contou a seguinte história sobre o seu filho Pedro:
- Uma tarde, Pedro e eu caminhávamos pelo parque onde alguns meninos que o conheciam, estavam jogando beisebol. Pedro perguntou-me:
- Pai, você acha que eles me deixariam jogar?
Eu sabia das limitações do meu filho e que a maioria dos meninos não o queria na equipe. Mas entendi que se Pedro pudesse jogar com eles, isto lhe daria uma confortável sensação de participação. Aproximei-me de um dos meninos no campo e perguntei-lhe se Pedro poderia jogar. O menino deu uma olhada ao redor, buscando a aprovação de seus companheiros de equipe e mesmo não conseguindo nenhuma aprovação, ele assumiu a responsabilidade e disse:
- Nós estamos perdendo por seis rodadas e o jogo está na oitava. Acho que ele pode entrar na nossa equipe e tentaremos colocá-lo para bater até a nona rodada.
Fiquei admirado quando Pedro abriu um grande sorriso ao ouvir a resposta do menino. Pediram então que ele calçasse a luva e fosse para o campo jogar. No final da oitava rodada, a equipe de Pedro marcou alguns pontos, mas ainda estava perdendo por três. No final da nona rodada, a equipe de Pedro marcou novamente e agora com dois fora e as bases com potencial para a rodada decisiva, Pedro foi escalado para continuar. Uma questão, porém, veio à minha mente: a equipe deixaria Pedro, de fato, rebater nesta circunstância e deitar fora à possibilidade de ganhar o jogo? Surpreendentemente, foi dado o bastão a Pedro. Todo o mundo sabia que isto seria quase impossível, porque ele nem mesmo sabia segurar o bastão. Porém, quando Pedro tomou posição, o lançador se moveu alguns passos para arremessar a bola de maneira que Pedro pudesse ao menos rebater. Foi feito o primeiro arremesso e Pedro balançou desajeitadamente e perdeu. Um dos companheiros da equipe de Pedro foi até ele e juntos seguraram o bastão e encararam o lançador.
O lançador deu novamente alguns passos para lançar a bola suavemente para Pedro. Quando veio o lance, Pedro e o seu companheiro da equipe balançaram o bastão e juntos rebateram a lenta bola do lançador… O lançador apanhou a suave bola e poderia tê-la lançado facilmente ao primeiro homem da base, Pedro estaria fora e isso teria terminado o jogo.. Ao invés disso, o lançador pegou a bola e lançou-a numa curva, longa e alta para o campo, distante do alcance do primeiro homem da base.
Então todo o mundo começou a gritar: Pedro corre para a primeira base, corre para a primeira. Nunca na sua vida ele tinha corrido… mas saiu disparado para a linha de base, com os olhos arregalados e assustado. Até que ele alcançasse a primeira base, o jogador da direita teve a posse da bola. Ele poderia ter lançado a bola ao segundo homem da base, o que colocaria Pedro fora de jogo, pois ele ainda estava correndo. Mas o jogador entendeu quais eram as intenções do lançador, assim, lançou a bola alta e distante, acima da cabeça do terceiro homem da base. Todo o mundo gritou:
- Corre para a segunda, Pedro, corre para a segunda base.
Pedro correu para a segunda base, enquanto os jogadores à frente dele circulavam deliberadamente para a base principal. Quando Pedro alcançou a segunda base, a curta parada adversáriacolocou-o na direção de terceira base e todos gritaram:
- Corre para a terceira.
Ambas as equipes correram atrás dele gritando:
- Pedro, corre para a base principal.
Pedro correu para a base principal, pisou nela e todos os 18 meninos o ergueram nos ombros fazendo dele o herói, como se ele tivesse vencido o campeonato e ganho o jogo para a equipe dele.
- Naquele dia, disse o pai, com lágrimas caindo sobre face, aqueles 18 meninos alcançaram a Perfeição de Deus. Eu nunca tinha visto um sorriso tão lindo no rosto do meu filho!

3 de fev de 2010

Internet com problema

Arrumei a internet (NET) em casa na semana passada e ontem já deu problema de novo. Eles só vem resolver amanhã. Isto significa que não poderei atuallizar como gostaria. Logo mais continuo a história.

Obrigada pelos comentários!

Beijos de luz,

Aline***

2 de fev de 2010

Esboço de um romance

Tenho a intenção de escrever um romance com a história que tenho contado aqui no blog. Quero testá-la, saber até que ponto está pronta... Até agora só recebi um comentário a respeito. Aos que visitam aqui gostaria de ter opiniões construtivas sobre a minha escrita e, sinceramente, a resposta para essa pergunta:
Você teria vontade de ler este livro?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...