Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

9 de abr de 2008

Pureza das malícias

Ainda não terminei esse texto, escrevi ontem, é que às vezes minhas palavras ficam prontas (ou não) mas ficam sem meu punho para as finalizarem:

Eu rabisco os livros à lápis, e às vezes leio jornais velhos. Eu não desfaço das minhas roupas, dos beijos na boca, das conversas na madrugada. Eu às vezes falo, às vezes não ouço nada. Eu planto em mim os desejos, as horas, os queros. Eu busco nas horas os risos, as lágrimas, emoções desprovidas de juízo, no calor das delícias, na pureza das malícias... Tento construir poemas-retratos para guardar em palavras o que as fotos revelam em imagens.

*escrito em 08.05.2008 – às 10h05m AM

Aline Ahmad***

Um comentário:

Martha Barbosa disse...

Voltei aqui. Adoro suas poesias [pausa para minha alma sorrir]
você é mestre com sua poesia, suave, intensa. Aproveito para dizer que fiz uma postagem nova, se tiveres tempo apareça por lá.marthacorreaonline.blogspot.com.Um abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...