Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

2 de mai de 2008

"Eu não trabalho, eu vivo!"

Agradeço demais os comentários, estou respondendo aos pouquinhos no próprio post, na própria janelinha em que me escrevem. Mas um, em especial, me chamou a atenção:

"Aline...sei que não tem muito a ver com o assunto acima, mas precisava de um meio para desabafar!!!Amanhã é feriado (dia do trabalho) e me fez pensar na vida....alias que vida?...fico trancada dentro de um escritório durante 12 horas do meu dia, ouvindo chefes chatos, arrogantes, etc....nosso dia tem 24 horas, desconta-se 7 de horas dormidas, sobram-se 5 horas para viver...estou indgnada...tantas coisas poderia estar vivendo nessas horas desperdiçadas, tantos lugares para se conhecer, tantas pessoas...será que vale a pena???Trabalharmos tanto na vida, para depois chegarmos no final dela e descobrimos que não vivemos absolutamente nada....estou muito triste. Após essa reflexão, minha vida ficou sem sentido. Sem mais, PF."

PF, muitas vezes já me senti assim, desamparada, triste, desacreditando de tudo e olhando para um problema como se fosse uma condenação, algo que não tivesse solução e que estivesse me aprisionando para sempre. Ainda bem que isso não é verdade. Nós que criamos nossos próprios cárceres. O bom disso é que só nós mesmos podemos nos libertar. A chave está em nossas mãos, talvez escondida, invisível, o fato é que podemos mudar tudo...

PF, trabalhar desse jeito não deve ser bom mesmo, além disso não é justo. O dia tem 24h, as horas de trabalho deveriam ser no máximo 8, sobrariam 8 para dormir e 8 para o lazer. Infelizmente não é a realidade dos brasileiros. Além disso é preciso organizar-se para gozar de tudo que a vida pode nos oferecer. Nem sempre organizamos o tempo para fazermos o que é primordial primeiro.

Sabe PF, gostaria muito que você assistisse a uma peça chamada "Parem de falar mal da rotina", se você mora em São Paulo a peça está em cartaz no Teatro Imprensa. Comenta que a nossa rotina quem faz somos nós. Muitas vezes sonhamos com um emprego, com um trabalho (o que hoje em dia é muito difícil conseguir) e depois quando conseguimos reclamamos de ter que acordar cedo para trabalhar. Isso confunde Deus... A gente pede tanto uma coisa e quando chega a gente acha ruim. Acredito profundamente que a vida faz de tudo para nos agradar. Depende da forma que olhamos para ela. Pode ser tudo uma desgraça, pode ser tudo um milagre.

Um trabalho não é uma forma de ganhar a vida para depois viver, o trabalho é também a própria vida. Meu pai tem 72 anos e sempre trabalhou muito. Ele já se aposentou e continua trabalhando, por gosto, pela vontade de continuar se sentindo útil. Quando perguntam se ele não se cansa ele responde: "Eu não trabalho, eu vivo!" Para ele o trabalho é uma forma de sentir-se vivo também.

A nossa atitude tem o poder de mudar tudo. Coloque um flor na sua mesa, acrescente um sorriso à feição do seu rosto, cantarole sua música preferida, descubra alguma qualidade nos seus chefes chatos (o que eles tem de bom? Ninguém é 100% chato, nem 100% legal), busque o que é possível aprender com cada experiência, olhe para as pessoas lembrando que cada uma delas um dia foi uma doce criança que sentia medo, chorava e precisava de um abraço. Se tudo isso não resolver pense em trocar de emprego, em trabalhar com algo que goste, que te preencha e te faça mais feliz.

Muito obrigada por desabafar comigo!

Beijos de luz no seu coração,

Aline***

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...