Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

27 de mai de 2010

Continuidade permanente

Como é que eu posso viver, sorrir, amar, se ele não existe mais?
Talvez seja porque ele existe.

Meu pai continua em mim.

Um comentário:

Leandro Lima disse...

Nem cheguei a conhecer o meu, mas o levo no pensamento. Sempre.

=D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...