Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

21 de abr de 2011

Tristeza

São tristes as mazelas da vida, das quais não sabemos origem ou
resultado. É triste um terremoto, mães chorando a perda dos filhos, o
suicidio...

Mas também é triste quando ele não liga, mesmo quando não se sabe
nem o nome, nem o telefone, porque ele (ou ela) surgiu e sumiu. É
triste quando a verdade se apresenta tão diferente dos ideais de amor.

A tristeza não tem medida. Grande, intensa, suave ou profunda... Pode
ser motivada pelos acontecimentos de fora, pode ser motivada pelos
acontecimentos de dentro.

Pode vir sem motivos também.

Enviado de meu iPhone

10 comentários:

Manuel Rosa disse...

Gostei do seu blog, e este texto está bastante profundo, emana sentimentos, gostei =)

Aline Ahmad disse...

Obrigada, Manuel Rosa!
Sempre bem-vindo!
Beijos de luz,
Aline***

Manuel Rosa disse...

Costuma participar em concursos de poesia?

Marry disse...

A tristeza é um livro sábio que se tem no coração e que nos diz centenas de coisas.

"Aquele que nunca viu a tristeza, nunca reconhecerá a alegria."
(Khalil Gibran)

Aline Ahmad disse...

Marry, que lindo o que você escreveu!

Adoro o Khalil Gibran.

Beijos de luz

Aline Ahmad disse...

Manoel ainda não participei de nenhum, mas até gostaria, viu!
Se souber de algum me avise.

Manuel Rosa disse...

Pode participar na II selectiva do beco dos poetas, que acha?
Eu acho que deveriam existir mais e mais concursos, promover a escrita, promover o convivio e troca de experiencias, nao acha?

Manuel Rosa disse...

Este texto me fez lembrar desta musica de Rui Veloso: Todo o tempo do mundo:
"Agora em tudo o que faco
O tempo e tao relativo
Podes vir por um abraco
Podes vir sem ter motivo
Tens em mim o teu espaco
Todo o tempo do mundo
Para ti tenho todo o tempo do mundo
Todo o tempo do mundo"

Antonio Adolfo disse...

Eu adorei o seu blog. Há tempos eu sentia falta de tanto alento reunido. é incrível como você consegue usar suas palavras para cativar os leitores. Realmente o eu título faz jus ao seu blog.

Abrço

Aline Ahmad disse...

Antonio, muito obrigada!

Cada vez que leio palavras como as suas fico mais motivada a escrever.

Beijos de luz,

Aline***

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...