Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

14 de fev de 2009

Palavras de Compreensão

Vou reproduzir um recado que deixei em uma comunidade do orkut, cuja qual havia uma discussão em que as ofensas começaram a aparecer. Como é uma comunidade que participo achei por bem escrever e agora quero compartilhar as palavras aqui no blog:


PARA TODAS COM O MEU AFETO
Meninas, adoro a comunidade e para mim todas aqui são doces e meigas. Aliás penso que são assim para todas... É que toda comunicação já é difícil por natureza. Nem sempre o que a gente quer dizer é o que a gente diz, e não se trata nem do que a gente diz, mas do que o outro entende daquilo que a gente disse. Essa compreensão é muito pessoal e pelo fato das pessoas estarem distantes, não se conhecerem, os sentidos vão mudando ainda mais. Cada palavra, cada frase, atinge conotações inesperadas na comunicação escrita.

Eu, por exemplo, enquanto escrevo este texto posso ser interpretada de forma diferente, aliás vou ser, por cada pessoa que ler. Isto significa que uma mesma carta de amor pode ser uma carta de ódio, depende de quem a lê, e das referências e parâmetros que usará para julgar.

Acredito de coração que todas que escreveram neste tópico em um primeiro momento não tinham o intuito de ofender. Mas a tal da "comunicação" foi lá e remexeu no sentido das palavras. O que não era pessoal foi se tornando cada vez mais pessoal...

Sabe, como seres humanos, todas nós falhamos, não somos perfeitas. Acho que até hoje não passei um único dia da vida sem q magoasse, ainda que suavemente, uma pessoa que amo. Quanto maior o contato mais suscetíveis estamos... Errar não está sob o nosso controle, é algo que nos foge e simplesmente acontece. Aí está a graça da nossa humanidade: a capacidade de reconhecer no outro esta semelhança.

Espero meninas que tenhamos sempre a humildade de reconhecer que sempre podemos melhorar, inclusive a nossa comunicação, porque se o outro não nos entende ele nos dá a chance de buscarmos a mudança também em nós. Espero que tenhamos sempre a calma e a razão de pensar uma vez mais quando a emoção nos toma, de nos distanciarmos do problema e tentarmos olhar de fora para decidir melhor. E por último, meninas, espero que tenhamos sempre a sensibilidade de compreender o outro no mundo em que ele vive, no contexto que ele vivencia e respeitar nele as diferenças.

Espero ser compreendida...

Aline Ahmad***

Um comentário:

Anônimo disse...

Oi Aline!
Li tudo rapidinho e como sempre fica a sensação do beijo de luz! Ótima, valeu!
Vi um escrito no blog Coisas Bobas que é o máximo sobre falar e ouvir. Se ainda não viu, acho que gostará! Abraços!
Cláudia

Atento ao sofrimento causado pela fala imprópria e pela inabilidade de escutar aos outros, eu juro cultivar a fala amorosa e a escutar profundamente de modo a trazer alegria e felicidade para outros e assim aliviá-los de seu sofrimento. Sabendo que as palavras podem criar tanto felicidade como sofrimento, eu prometo aprender a falar sinceramente, com palavras que inspirem autoconfiança, alegria e esperança. Eu estou empenhado a não divulgar notícias que eu não saiba serem corretas e a não criticar ou condenar coisas das quais eu não estou seguro.
(Thich Nhat Hanh)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...