Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

17 de set de 2008

Diário de Viagem

Saímos às 6h45 com destino a Penápolis. Eu, minha irmã, meu pai e o diretor do colégio, o Toninho. Paramos algumas vezes na estrada para tomar café, depois para almoçar. Chegamos às 14h.

Fomos direto para o ginásio do clube onde aconteceu o jogo Progresso X COC de Ribeirão Preto. Vencemos por 9 X 1. Foi lá também que reencontrei o meu namorado, técnico do time. Ele me pareceu feliz e realizado, sei que é durante o processo o momento em que ele mais se realiza. Depois do jogo todos conversamos um pouco e o du foi com os atletas para o alojamento.

Encontramos um bom hotel mas estava lotado, fomos para um outro um pouco inferior, deixamos as coisas e meu pai quis ficar descansando. Eu, a Deza e o Toninho fomos para outro ginásio assistir o handebol. Assim que entrei o du acenou com o braço e sentei na arquibancada um degrau abaixo dele, o que facilitava que massageasse meus ombros. Mais uma vez ganhamos com muitos gols de diferença.

Eu a a Deza não tínhamos almoçado na estrada. Comi algumas maçãs que tinha trazido e deixado no carro, ela não quis e estava esfomeada. Já estava escuro e combinamos de ir direto pegar meu pai para comermos alguma coisa. O moço do hotel indicou um lugar chamado "Ousadia". A Deza e meu pai ficaram lá (depois de alguns minutos em que nos confundimos no caminho pelsa ruas da cidade) enquanto eu, o Du e o Toninho fomos de carro convidar os outros professores no alojamento. A Deza me ligou que já estava devorando um cheese salada. Tenho certeza que se nossa amiga Re estiver lendo isso estará torcendo o nariz, porque combinamos que faríamos uma dieta (vide final deste post). Estava difícil sair do alojamento, cada hora era uma coisa. Finalmente fomos para o "Ousadia", eu, o du, o Toninho, a Fernanda e a Lilian (técnicas de handebol e vôlei, respectivamente). Achei muito barato o prato que escolhemos. Por 45 reais, incluía picanha, arroz, fritas e salada e alimentou 5 pessoas. Meu pai e a Deza não aguentaram esperar porque a demora passou de meia hora. Lá ficamos. Confesso que também comi batata frita porque tinha passado o dia a base de maça e barrinhas de cereais. Mas também comi bastante salada.

Abracei muito o Du, o quanto pude. Estava frio, o lugar era aberto e ele me esquentou enquanto o carro não voltava. O Toninho levou primeiro meu pai e a Deza e voltou para nos buscar. Deixamos todos no alojamento, beijei o Du por último e já fui dormir com saudade. Nem o vi no dia seguinte(hoje), também nem aproveitamos a cidade. Meu quis voltar correndo. Trata-se daquela vontade humana de voltar para origem? A origem do meu pai é o interior de São Paulo, bem ali próximo de Penápolis, mas há 36 anos ele mora em outra cidade. É metade de sua vida, muito mais tempo do que ele passou em sua cidade de origem.

Na volta paramos no Rodoserv Star, dizem que é o melhor posto da América Latina e eu acreditei. Depois de fotografar vários ambientes da loja de móveis que eles tem lá, e que é a mais linda que já vi, reparei em um adesivo proibindo fotos. A transgressão inocente continua sendo transgressão? Não deletei as fotos e agora vou ligar para o Du para saber como foi o jogo de hoje à tarde.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...