Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

5 de set de 2008

Orgulho II

Acho que posso contar sobre a minha vida.
Sem preocupação literária.
Sem temer que algum leitor me considere o centro do mundo.
Não sou o centro do mundo.
Tanto que talvez ninguém se interesse em ler.
Talvez não seja algo que acrescente, mas é o que vivo.
(Pelo menos é o que tenho vivido).
Não é tudo que sou, nem uma considerável parte, mas é uma parte...
Se quiser ler marque, ou então pule e deixe seu comentário.

Hoje meu técnico do coração teve 5 jogos durante o dia. Ganhou os cinco. Só assisti ao último, era uma final, além de uma outra que já tinha acontecido. Os outros três times jogam as finais amanhã. Saí do ginásio abraçada nele e comentanto: "Como se sente um técnico que trabalha o ano todo para este campeonato conquistando tantas vitórias?" Apesar do cansaço físico e mental, do stress pela quantidade de jogos (agora à noite ele foi para mais três jogos em outro campeonato), percebo o quanto ele está realizado e o quanto é merecedor... Simplesmente até agora, entre tantos jogos que teve com 10 equipes disputando, ele venceu todas as decisões que precisaram chegar nos pênaltis, onde o que vale mais é a sorte. Nas outras ganhou alguns jogos com muita folga de gols, outros com menos. Admirável!

Hoje é um dia de muito orgulho meu por ele.

4 comentários:

Daniel disse...

É inevitável nesse mundo blogueiro não falar de si. Bjus e bfs

http://so-pensando.blogspot.com

Daniel disse...

Passando aqui para convidar você a ler e freguentar meu mais novo blog, e é de sátira política:

www.meiaspalavras.myblog.com.br

Jogue suas meias sujas no cesto de lixo também. Bjus.

http://so-pensando.blogspot.com

Daniel disse...

Passando aqui pra lhe desejar uma boa semana. Atualizei a Casa do Poeta e o Meias Palavras. Bjus.

http://so-pensando.blogspot.com

http://poetasreunidos.blogspot.com

www.meiaspalavras.myblog.com.br

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Querida Aline:
Há muita maledicência nesta Blogosfera e estão fazendo de tudo para me pôr para fora. Se acontece algo de ruim, a culpa é minha. Caluniam-me, dizem horrores de mim.
Sinto-me numa ilha, sozinha, entregue aos leões.
Por favor, querida, me dê uma palavra de consolo.
Renata

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...