Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

17 de mar de 2010

Pesadelo

Ontem eu e minhas irmãs estávamos conversando sobre como a morte do meu pai mexeu de maneira diferente com cada uma de nós. A Andreza contou que sonha com ele quase todos os dias, a Adelita tinha sonhado na noite anterior e eu me lembrei que nas poucas vezes que havia sonhado era sempre como se ele nunca tivesse morrido. Era como se para o meu subconsciente ele continuasse vivo e participando da família (fisicamente). Eis que na noite de ontem para hoje eu sonhei com meu pai e pela primeira vez no sonho eu sabia que ele não estava mais entre nós, embora o visse e me relacionasse com ele. Só que era como se ele tivesse morrido e ainda não soubesse disso. O sonho foi pesado. Depois minha irmã Andreza (no sonho) veio com violência para cima de mim me dizendo que eu a tinha ferido no rosto com navalha e eu também percebia que ela estava delirando tanto quando meu pai em não perceber que não estava mais vivo. Tentei convencê-la de que eu não tinha feito nada (até porque eu via o rosto dela e não havia nenhum sinal, nenhuma cicatriz, como ela alegava) e pedi para que usasse uma técnica que sempre uso quando percebo estar presa dentro de um pesadelo (eu não tinha me dado conta que era um sonho, apenas achei que a técnica poderia funcionar no caso daquele delírio). Falei: "Feche os olhos com força e depois abra, provavelmente você vai se libertar disso que está vendo", só que enquanto falei eu mesma fechei os olhos para mostrar como era e quando abri vi uma escuridão total. Falei : "Agora eu que não consigo ver mais nada, está tudo escuro!" e repeti o que tinha feito para tentar abrir os olhos e voltar a ver, só então percebi que já tinha aberto os olhos e a escuridão era o meu quarto, com luz apagada... Acordei.

Eu nunca tive sonhos premonitórios, não que me lembre, portanto acredito que os sonhos dizem muito mais sobre o meu próprio íntimo do que qualquer outra coisa. Não acho que fiz um contato com meu pai por ter sonhado com ele. O que aconteceu, na minha interpretação bem superficial, é que talvez tenha algo na minha própria vida, alguma realidade, que eu mesma não estou conseguindo enxergar.

2 comentários:

Deh De Mari disse...

Olá Aline,

Eu acredito que sonhos no assustam quando trazem à tona aqueles medos que guardamos bem escondidos.
Eu considero que o importante é observar esses medos e aos poucos conseguir abrir os olhos e transformar esta escuridão em luz.

um bjo para você...
E conforto para seu coração nesse momento tão dificil.


Déborah
solemescorpiao.wordpress.com

Adelita Ahmad disse...

Line, meu blog hoje fala dos sonhos tb. sonhei com o papai, e você tava bem presente...você leu? que loucura. beijos, te amo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...