Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

23 de jun de 2008

O florescer dos sonhos

Um dia uma semente dormiu e em seu sono profundo pensou de olhos fechados o que já vislumbrara de olhos abertos. Ficou grávida de um futuro, como diria Clarice Lispector. Sonhou com uma árvore garbosa de belas flores amarelas nos arbustos. Os amanhãs foram nascendo e morrendo, em um processo lento, porque não é rapidamente que a realidade se concebe. Quando se deu conta, a semente não era mais uma semente, se tornara um ipê amarelo.

Quando um sonho faz amor com um pensamento ejacula uma realidade. Ao invés de vendermos sonhos devíamos fazer amor com eles. Pois a realidade fria que conhecemos nada mais é que o objeto de uma noite amor. Saber disso pode fazer qualquer realidade ser mais terna e doce, mais cálida, mais pueril...

(inspirado nas metáforas de Rubem Alves)


*texto de 11/05/2004.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...