Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

9 de jun de 2008

Silêncio

Preciso do silêncio.
É no silêncio que minha escrita se move.
É no silêncio que ela se aquieta no papel.
É no silêncio que minhas palavras se expõem.
São apenas doces mágoas, finos sons,
Biscoitos imensos de ternura.
Podem não dizer nada e dizer tudo
No silêncio em que se mostram desnudas,
Mudas, surdas, intensamente mudas
Como nem mesmo o silêncio consegue ser.

Um comentário:

OUTONO disse...

Como é possível, ser o primeiro a comentar este post...sublime?

Tão real. Tão forte.

É único!

Obrigado. Beijinho!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...