Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

4 de abr de 2009

Saudades

Hoje passei muito tempo lendo meus escritos antigos, encontrei preciosidades de histórias que vivenciei. É bom recordar e sentir reacender no peito emoções vividas.

Compartilho com vocês este texto escrito às 15h58min em 26/03/2005 para alguém que conheci na adolescência e reencontrei na idade adulta. Ele foi o co-autor do meu primeiro beijo [risos].

Saudades

Saudades quando só a sua ausência se faz presente,
Quando só o seu vazio não se preenche
Sem lágrimas, mas com tristezas que sorriem calmas,
(porque conhecem o destino que desconheço)
fico a esperar conhecer com os olhos do corpo
o que na vida só se mostra para os olhos da alma:
O futuro!

Será o futuro também uma ausência sua?
Será o futuro a sua presença pura?
Será ao meu lado o seu destino e seu fim?
Como se o tempo e espaço pudessem tirá-lo de mim...

(Concluo o que você escreveu em outra ocasião, com outras palavras)
De nós, ninguém,
É capaz de oferecer
Ao outro o próprio ser.
Porque de nós, ninguém,
É capaz de receber,
Do outro aquilo que já tem.

Não importa o que aconteça
Apenas alguns dias de sonho que vivemos, é suficiente para iluminar uma vida toda de realidade!

Obrigada por ter me inspirado tanto a viver e sonhar,
Obrigada por me encorajar a ser uma grande mulher!
Obrigada porque você foi o primeiro a notar
Que um coração adormecia no íntimo de uma menina
E você o acordou, cantou a ele sua melhor cantiga, em cartas,
E enquanto ele dormia novamente você se foi...
E ela esperou, de olhos marejados e coração acordado por noites a fio.
Até que em um amanhecer, ele voltou.
Ela não sabia se era para sempre
(e talvez nem a tivesse deixado
pois suas palavras estavam sempre lá...)
E foi suficiente que sonhasse
que ele um dia a enlaçasse
para quem sabe ela viver livre do amor ao qual sempre, sem saber, estivera presa
e, então, laçada a ele, ela descobrira a liberdade de voar sem precisar voltar ou esperar que voltasse.
Voavam juntos,
e ser livre era estar livremente abraçada às asas dele
Mesmo que não voassem pelos mesmos céus,
Ainda que as direções fossem opostas
Porque em seu seio a falta dele...
Era como se ele próprio estivesse presente,
cada vez que abrisse os olhos do sonho.

Ele também não sentia o vazio,
Porque estava preenchido pela paixão
Que a existência dela em sua vida despertava por tudo ao redor.
Então se tornava possível contemplar outro Sol,
Ou glorificar outro pássaro,
Porque poderiam encontrar um ao outro, cada vez que abrissem os olhos do sonho,
Mesmo que tudo que vissem fosse a realidade.

Como é bela a liberdade do amor!
Tudo que ama morre
Quando escolhe não morrer de amor
Tudo que ama vive
Quando escolhe viver por amor
Tudo que ama voa
Quando voa junto.
(mesmo que os céus não sejam os mesmos)

Ainda que unidos não tenham um ao outro por perto
(Como dois peregrinos ao buscar um oásis no deserto,
Que vêem a miragem de água se desfazer ao toque
Sabendo que o oásis ainda brilha na imagem sonhada
Que pode ser vista cada vez que se descerra os olhos da realidade).

Então era obra do destino
que estivessem atados
Por um fio invisível e fino
Que nem o tempo nem a distância conseguiriam desatar

E por não temerem o futuro,
Vendo que tudo que tinham era o presente
Embrulhado em fitas, com laços de sentimento e memória,
Não entregaria a ela tudo que sente,
Entretanto escreveria com ela a sua história.
Em letras douradas,
Enquanto chovesse uma tempestade qualquer
Afinal a menina que beijara em um passado remoto
Teria se tornado sua mulher!

A chuva poderia apagar o que estava escrito
Mas não limparia uma gota do que tiveram vivido juntos,
Ainda que parecessem separados por tanto tempo...

Aline Ahmad***
(15:58 – 26/03/2005)

Um comentário:

Ivana disse...

Aline,

de todos os textos, poemas, que já havia lido em seu blog, esse foi o que mais me tocou, talvez seja porque tudo que esteja escrito nele é o que eu estou passando .. claro que sou apenas mais uma adolescente iludida com um amor que jurava ser eterno .. mais acredito que no meu futuro eu ainda o encontrarei e ele verá que a adolescente que sofreu por ele, se tornou uma mulher .. Eu estou tão perdida, sem saber o que fazer, com medo de tudo, e esse seu texto eu não sei, mais tocou tão fundo :( .. Desculpe estar desabafando, sei que você é uma mulher muito ocupada .. mais eu precisava tentar descrever a sensação que euu senti ao ler o seu texto!
Parabéns por suas palavras !
E desculpe tomar o seu tempo com os meus problemas!

Beeijoos! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...