Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

3 de abr de 2009

Segredos

Tenho um balaio de segredos
Com palavras ilegíveis
Que se desvendam com beijos.

Tenho enigmas indecifráveis
Arrancados do fundo do peito
E pétalas de desejos
Que não se dissipam ao vento

Tenho perguntas com respostas trocadas
E um baralho de sentimentos
Que não se descartam
Porém se misturam.

Tenho consequências do futuro
Que renascem no presente
A semente enraizada do ontem.

Desvincilho-me das decisões
Das definições [im]precisas
E deixo-me levar pelos segredos que não conto
[Nem sequer a mim mesma]

Significados não são importantes.
As palavras soltas são símbolos
Que só revelam poesia.

No esconderijo da arte
Moram as reais intenções
Cuja as quais só os poetas conhecem.

Com o pretexto do artístico
Repousam as reais histórias.
Perderão-se no tempo,
Adormecidas na memória.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...