Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

2 de jun de 2009

O voo - Menotti del Picchia

Talvez eu fique alguns dias distante do blog...
Assim que for possível quero voltar e trazer novo perfume a essas linhas. Durante meu afastamento conto com a sua participação nos comentários e com um arquivo (Postagens mais antigas ) de quase mil posts que você pode ainda não ter lido. Sempre no final de cada página há um link como esse Postagens mais antigas que o irá enviar para a página anterior. Se você repetir sempre isso poderá, talvez, com muita paciência, chegar aos primeiros posts escritos, há mais de um ano.

Por enquanto deixo de presente um dos meus poemas preferidos, de Menotti Del Picchia:

O voo

Goza a euforia do vôo do anjo perdido em ti.
Não indagues se nossas estradas, tempo e vento,desabam no abismo.

Que sabes tu do fim?

Se temes que teu mistério seja uma noite, enche-o de estrelas.

Conserva a ilusão de que teu vôo te leva sempre para o mais alto.

No deslumbramento da ascensão
se pressentires que amanhã estarás mudo
esgota, como um pássaro, as canções que tens na garganta.

Canta. Canta para conservar a ilusão de festa e de vitória.

Talvez as canções adormeçam as feras
que esperam devorar o pássaro.

Desde que nasceste não és mais que um vôo no tempo.

Rumo do céu?

Que importa a rota.

Voa e canta enquanto resistirem as asas.

Um comentário:

Vanessa disse...

Olá...esse poema é lindo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...