Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

16 de out de 2009

Como as cores do crepúsculo

Penso em ti o dia todo
Com mágica doçura teu rosto aterrissa em meu pensamento
Com teu sorriso que brilha
E que motiva tudo que sinto

Amei-te antes do teu sorriso
Mas foi depois dele
Que você morou comigo

Sonhei-te sem saber-te
Como quem aguarda as cores da aurora
Sem notar o crepúsculo chegar
E tingir o céu com as mesmas cores

Busquei-te insaciavelmente
Como a noite busca a luz
Por horas, antes do amanhecer

E muitas noites preencheram o vazio da tua ausência
Quando as estrelas eram lágrimas que suplicavam nossso encontro.

Muitas luas encheram e minguaram no infinito do horizonte,
Vênus deu 4 voltas ao redor do Sol
E foi o suficiente para que meu sentimento ficasse esquecido
Era como se dormisse solitário e calmo...
Só que na velocidade de um sussurro
Que rompe o silêncio
Você me reapareceu
E a mesma força abrupta e rara
Com que teu sorriso havia golpeado
(e depois) abraçado a minha alma
Atropelou as minhas horas
Edificou uma nova história
Em que a sua e a minha se misturam
Entrelaçadas pela vontade
Renovadas pela saudade

Embora ainda respirem o ideal
Anseiam por expirar o real
Quando ideal e real forem uma coisa só,
Uma vida só, um corpo só... Eu e você! (5/5/2009)

Um comentário:

Lances da Vida disse...

Olá.

Lindo este poema!

Abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...