Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

27 de mar de 2008

Manifesto ao amor

Sempre quis escrever um manifesto em nome do amor. Não no sentido amplo, embora também mereça, mas o amor mesmo, de um homem para uma mulher e de uma mulher para um homem. Um sentimento com via de ida e de volta, mútuo, recíproco. Como se não bastassem os homens não saberem amar, agora também as mulheres se protegem cada vez mais, como se o amor trouxesse só sofrimento e vulnerabilidade...
"Where is the love"? (Onde está o amor?)
Não entendo por que é tão difícil, algo que devia e poderia ser natural: amar!
O que estamos fazendo com nossas vidas?
O que pode ser mais prazeroso e digno do que amar alguém?
Em um mundo de individualismo e independência dos sexos ainda é possível um relacionamento de amor?

"Por que em tudo que escrevi há tão pouco sobre você se o meu amor por você é o que há de mais importante em minha vida?"
(André Gorz no final da vida, em "Carta a D.", se redime por não ter feito mais pela mulher que tanto amava)
Será que é preciso uma vida toda para que o homem descubra o quanto vale a pena amar verdadeiramente uma mulher?

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...