Se esta é a sua primeira vez neste blog leia na coluna da direita as instruções!

9 de ago de 2008

Nós e a humanidade

Só agora que sinto seu amor tenho coragem para continuar.
Só agora que o amor me acompanha me sobram forças para amar.
Só agora que meu sentimento cresceu preciso dividí-lo para que seja ainda maior.
Já não cabe somente em nós.

Agora entendo seus anseios,
Suas vontades, seus ideais,
E posso ver por mim mesma,
Aquilo que meus olhos já não viam mais.

A mania de sentir-me só fugiu,
Agora me sinto parte.

A mania de querer completar você já não existe,
Quero o mundo para me completar.
(Mesmo já sendo inteira!)

Não quero ser pequena,
E sei que sozinha ou (só) com você sempre serei...
Quero me atar aos nós da humanidade,
Onde cada alma encontra lugar e função.

Não quero estar a passeio
Como se vida não merecesse cuidado ou atenção
Quero poder reconhecer os mínimos devaneios
Para realizar no concreto
Aquilo que transpira dos poros do meu coração.

A minha fraqueza já passou
Ficou perdida, ajoelhada.
Se olharmos para trás podemos vê-la
Em alguma curva cinuosa da estrada.

Restou a luta rotineira
Que determina o futuro
Que constrói o destino
E delineia o caminho.

Restou a união verdadeira
Que não se parte por espinhos
Que não se lamenta por falhas
E crava em pedras marcas certeiras
Mesmo que o vento desmanche promessas
Escritas na areia.

Sei que você agora vem comigo
Com todo o olhar como me trouxe
Para enxergar todas as coisas.

Sei que você está comigo,
Com todo o olhar sobre si mesmo
Que te dei como presente

Sei que não somos só amigos
Pelo profundo desejo que temos
De continuarmos juntos, mesmo ausentes.

2 comentários:

Crisfonseca disse...

Belas palavras, profundas e belas.
Tenho postagens novas, apareça por lá quando puderes.
Beijos,
Cris

Crisfonseca disse...

Olá Aline,
Obrigada pela visita e pelas palavras gentis, volte sempre que vc quiser , vc é muito bem vinda.
Esteja a vontade para quando quiser um desenho, será um prazer.
Beijos,
Cris

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...